Pular para conteúdo
8.3.16

A voz do mundo

Uma vez eu me meti a traduzir um belíssimo, inesquecível ensaio de John Galsworthy, o poeta inglês e Nobel de literatura, e o seu trecho inicial ainda hoje ecoa em minha mente:

Quando Deus é tão bom para os campos, de que uso são as palavras – essas pobres cascas de sentimento! Não há como se pintar a Ventura nas asas! Nenhum meio de passar para a tela a glória etérea das coisas! Um único botão-de-ouro dos vinte milhões em um campo vale mais do que todos esses símbolos secos – que não poderão nunca expressar o espírito da neblina espumosa de Maio a se chocar com os arbustos, o coral dos pássaros e das abelhas, as anêmonas a se perder de vista, as andorinhas de pescoço branco em sua Odisseia.

De fato, as palavras, por mais belas e poéticas que possam um dia chegar a ser, jamais passarão de cascas de sentimento. Para podermos expressar a essência da realidade, talvez seja preciso mais do que palavras... talvez seja preciso tentarmos cantar com a voz do mundo...

Gennady Tkachenko-Papizh, ou somente Papizh, nasceu na então União Soviética, cresceu numa cidadezinha da Ucrânia, e hoje vive entre Berlim e Moscou. É um ator, comediante, cantor e, como ele gosta de dizer, "imitador de sons". Me desculpe Papizh, mas acho que você faz muito mais do que "imitar sons".

A performance acima foi a sua primeira audição no programa Ukraine Got Talent, uma versão ucraniana para shows de TV que se espalharam pelo mundo todo na última década, inclusive no Brasil. Eu, como entusiasta da world music, a música do mundo, que eu pessoalmente prefiro chamar somente de "música", não poderia deixar de me deleitar com este talento extraordinário, que canta, ou "imita", a própria Alma do Mundo.

O vídeo acima mostra sua apresentação no início do programa. Para encerrar, ficaremos com a sua performance final:

***

Crédito da foto: Google Image Search/Lada (Papizh)

Marcadores: , , , , ,

0 comentários:

Postar um comentário

Toda reflexão é bem-vinda:

‹ Voltar a Home

Related Posts with Thumbnails