Pular para conteúdo
2.8.15

Os conhecimentos da humanidade

Há pouco mais de dois meses o canal Conhecimentos da Humanidade publicou o seu primeiro vídeo no YouTube. Segundo Léo Lousada e Bruno Lanaro, apresentadores, roteiristas e editores dos episódios, o seu objetivo é:

"Aqui nós iremos te levar pra uma viagem através da história da humanidade, abordando os conhecimentos das tradições ocidentais e orientais. Falaremos sobre religião, misticismo e mitologia, assim como um pouco de história, ciência e curiosidades sobre os temas abordados."

Quando ambos disseram isso em seu primeiro episódio, com caixas de War, Dungeons & Dragons e Battletech na estante as suas costas, eu honestamente não coloquei tanta fé; mas já na sequência do primeiro episódio ficou claro que aquilo parecia muito mais do que um vídeo caseiro que dois amigos decidiram filmar e divulgar no YouTube.

A verdade é que fui um homem de pouca fé. Léo Lousada é um dos integrantes da Associação Educacional Sirius Gaia, um dos responsáveis pela organização dos Simpósios de Hermetismo em São Paulo (dos quais falarei mais em breve aqui no blog), e um amigo virtual que ainda não tive a oportunidade de conhecer pessoalmente. Já Bruno Lanaro, que eu não conhecia, me parece ser um grande estudioso de mitologia e espiritualidade, particularmente da parte oriental do globo.

Bem, e o que eles conseguiram nesses dois meses foi muito mais do que arranjar um cenário para esconder o seus gostos nerds (nada contra os gostos nerds!): os vídeos do seu canal não só são muito bem planejados, roteirizados e apresentados, como formam uma sequência que promete nos trazer um conhecimento genuíno das nossas tradições espiritualistas, e isso já é muito, muito mais do que 99% do que vemos por aí... E a melhor coisa é que eles parecem muito disciplinados, e nos trazem um novo episódio, de cerca de 10 a 15 minutos em média, religiosamente toda a quinta-feira. Por um trabalho gratuito e feito com carinho, está ótimo.

Até agora eles já falaram sobre locais sagrados e, na série sobre religiões, já passearam sobre o xamanismo, o hinduísmo e o zoroastrismo. É precisamente o primeiro episódio desta série que decidi lhes trazer abaixo. Mas em seu canal no YouTube vocês podem conferir muitos outros vídeos interessantes. Bom aprendizado a todos!

***

Crédito da imagem: Conhecimentos da Humanidade (Léo Lousada e Bruno Lanaro)

Marcadores: , , , , ,

28.7.15

Um poema misterioso

Há alguns dias um poema de autoria anônima, encontrado num pub londrino, viralizou nas redes sociais. A princípio, ele parece um poema um tanto depressivo [1]:

Hoje foi absolutamente o pior dia de todos
E não tente me convencer que
Há algo bom em cada dia
Porque, quando você olha mais de perto,
Este mundo é um lugar muito ruim
Mesmo sabendo que
Alguma bondade vem brilhar de tempos em tempos
Satisfação e felicidade não perduram
E não é verdade que
Está tudo na mente e no coração
Porque
A verdadeira felicidade pode ser obtida
Apenas se o que nos rodeia for bom
Não é verdade que o bem exista
Eu estou certo que você pode concordar com isso
A realidade
Cria
Minha atitude
Está tudo fora do meu controle
Nem em um milhão de anos me escutará dizer que
Hoje foi um bom dia

Mas havia nele uma última linha, que em realidade faz toda a diferença, e foi o que de fato o tornou viral:

Agora leia de baixo para cima


Então, o que parecia um poema refletindo a angústia de algum beberrão britânico, subitamente se torna um pequeno tratado de como nosso ponto de vista pode transformar a realidade, e uma verdadeira alquimia mental é realizada.

O mais interessante, no entanto, não foram as dezenas de milhares de leituras que tal poema conquistou no mundo todo na última semana, mas o fato de que ele na realidade foi escrito por uma garota do ensino médio de Nova York, de família judaica, chamada Chanie Gorkin.

O poema, intitulado “Worst day ever?” (“O pior dia de todos?”), já havia sido semifinalista de um concurso de poesia, no site poetrynation, e chegou a ser publicado numa coletânea por uma pequena editora americana, isso tudo em 2014.

Quando ficou sabendo do sucesso do poema da filha, Dena Gorkin se disse “chocada”, já que se considera parte de uma família “regular e pacata”. Dena ainda afirmou ao site poetrynation que Chanie está em férias escolares, sem acesso a internet, e que ainda não faz ideia do ocorrido na última semana.

Para mim, particularmente, esta bela e curiosa história evidencia como muitos de nossos jovens, no mundo inteiro, podem ser tão sensíveis e talentosos. A parte realmente triste é que há muitos artistas em potencial que jamais irão exercer sua arte, seja por questões econômicas, seja por questões culturais; afinal, mesmo em Nova York é muito difícil “viver de poesia”. Quem sabe Chanie se sinta encorajada a tentar, mas pela personalidade da mãe, acredito que será complicado...

Em todo caso, a despeito de todas as mazelas e comentários sombrios que temos visto nas redes sociais, é inegável que ela também é capaz de nos fazer sorrir de vez em quando. E, se formos capazes de manter nosso ponto de vista e nosso estado de espírito elevados, são os sorrisos que vencerão, e farão dos nossos dias não os melhores ou os piores, mas tão somente dias de aprendizado.

***

[1] A tradução do original em inglês foi feita por Gabriel Bonfim.

Crédito da imagem: Alan Copson/Jai/Corbis/Twitter/Mashable

Marcadores: , , , , , ,

26.7.15

Uma visão espiritual da Ayahuasca

Desde 2012, um grupo de amigos interessados em espiritualidade, e também membros do Projeto Mayhem, publicam podcasts e videocasts sobre diversas doutrinas e temáticas espiritualistas. Este grupo, que toca o site Conversa entre Adptus, já passou por várias formações, mas desde o início conta com PH Alves, grande conhecedor de hinduísmo e umbanda sagrada, e Emerson Luiz, especialista em espiritismo. Hoje em dia, além dos dois, há também o Roe Mesquita, que é um ilustrador de mão cheia com grande curiosidade sobre temas espirituais.

Bem, e como eu mesmo também faço parte do Mayhem, todos eles são meus amigos. Além disso, também já tive a honra de participar de alguns episódios [1]... Mas o que me fez trazer os adeptus de volta ao blog é o fato de que a qualidade do videocast deles aumentou consideravelmente com os anos, ao ponto de terem chegado a fazer uma espécie de documentário em vídeo para o último tema, a Ayahuasca.

"Mas o que diabos é a Ayahuasca?", muitos podem se perguntar. Bem, como eles mesmos explicam na chamada do vídeo: "A Ayahuasca é um chá divino, que alguns conhecem como Santo Daime. Mas o que será essa bebida sagrada? Um alucinógeno? Um enteógeno? Nós, os adeptus, resolvemos sair a campo e visitamos uma casa espiritualista que pratica o Ritual da Ayahuasca. Aprendemos, vivenciamos, e principalmente desmistificamos mitos e preconceitos que cercam essa bebida. Para saber como foi nossa visita e conhecer mais sobre essa planta de poder que tem por finalidade a transformação e a elevação espiritual das pessoas, basta dar play e assistir:"

Apesar de ser um vídeo longo [2], com cerca de 1 hora e meia, há muita coisa que vale a pena ser vista, particularmente os depoimentos pessoais dos frequentadores da casa (que bebem o chá), muitos deles surpreendentemente sinceros e profundos (os depoimentos se iniciam com o representante da casa, aproximadamente em 28:05).

***

[1] Para quem tem o aplicativo de troca de mensagens Viber, venha acompanhar a nossa conversa nos grupos abertos (eu sou um dos participantes).

[2] Eles também tem uma série de vídeos mais curtos, com até cerca de 10 minutos, que também são excelentes, intitulados Adeptologia. O primeiro deles fala sobre o deus Hermes.

Crédito da imagem: Google Image Search/Ayahuasca Visions

Marcadores: , , , ,