Pular para conteúdo
15.3.18

Chamamento

Até quando vai ficar aí
fascinado com o brilho que não vem de si,
indo e vindo nessa faixa estreita,
isolado nessa câmara obscura
e inteiramente segura?

O chamamento vem do alto,
a mensagem não vem de nenhum súdito de rei algum;
a luz vem das estrelas, das estrelas!

E ela quer ser refletida,
ela quer achar espelhos...
ela vai incinerar monstruosos dragões
em seu próprio fogo;
ela vai petrificar as górgonas
com seu próprio reflexo;
ela vai despertar princesas
e coroar príncipes...

Até quando vai ficar aí
iludido pelas formas passageiras,
imaginando que o tempo se gasta nas esteiras,
vivendo como se fosse realmente possível
jamais perder as estribeiras?

Deixa o Pégaso voar,
não tema nem perigo nem abismo
nem monstro algum –
ó cavaleiro, ó herói, ó ser estelar!

O chamamento vem do alto,
a luz vem do Infinito
e a Eternidade lhe espera
aqui e agora.

Vai! Voa! Ama! Conquista!
Vai cavaleiro,
vai mensageiro,
vai amante,
vai irmão,
vai e brada:

“A luz não pode ser ancorada;
a luz foi criada
para ser refletida!”


raph'18

***

Crédito da imagem: Elliott Brown/Flickr (National Memorial Arboretum - Pégaso e Belerofonte)

Marcadores: , , ,

0 comentários:

Postar um comentário

Toda reflexão é bem-vinda:

‹ Voltar a Home

Related Posts with Thumbnails