Pular para conteúdo
25.2.11

Intuições

1.

O que você precisa saber
Não serão textos ou contos ou poemas
Que te dirão

Sabe quem vivencia
Quem pensa que sabe, este não sabe
Quem não sabe, mas vive
E sente
E compreende as coisas em sua totalidade
Em essência, este iniciou o caminho
E agora sabe de cada passo dado

2.

O conhecimento solidificado
É como córrego represado
É como céu sem vento nem pássaro

Que sabes tu, além do que os cadáveres lhe contaram?
Que sabes tu, além do que os cegos lhe descreveram?
Ou os surdos lhe cantarolaram?

Há que se renovar o pensar
Como as águas do mundo, que nunca se abstém de visitar o Firmamento, e desaguar...
Trazendo chuvas de conhecimento
E pensamento renovado

Faça como as águas
Deixe que teu pensamento flua por si só
Cada dia diferente
Como o Sol que faz de cada manhã um novo mistério...

Pense, por ti, por nós, por todos
Jamais se abstenha de pensar
Para que não se torne mais um cadáver
Com sombras a pensar
Em teu lugar

***

Se normalmente já não me considero o único autor de meus textos, neste caso fui mais um autor coadjuvante. Essas palavras são baseadas na lembrança da leitura de uma psicografia em um grupo de estudos – a própria médium, uma jovem de muito potencial, foi quem leu ao final do encontro.

Me chamou a atenção a profundidade do texto. Um contraste muito grande com as “mensagens usuais” de psicografias, como todos que frequentam centros espíritas ou espiritualistas devem saber.

Gostaria de deixar bem clara a interpretação da palavra “cadáver”, para que não haja mal entendido: não se trata de “mortos-vivos”, nem tampouco espíritos sombrios. O cadáver seria aquele “morto em vida”, por total abstinência de pensar por si próprio. Já “o que cadáveres contaram” não se refere aos autores de outrora, mas a interpretação solidificada que fazemos de sua filosofia e pensamento – ou, em outras palavras, o dogmatismo.

***

Crédito da imagem: Tomas Rodriguez/Corbis

Marcadores: , , , , ,

2 comentários:

Blogger Samuel disse...

Realmente não há nada mais triste que uma represa, ela trás a morte da vida simplismente por parar. Não são pensamentos represados em textos mas o fluxo incessante da vida escondido nas palavras.



Muito legal o texto.

28/2/11 18:46  
Blogger raph disse...

Exatamente, os melhores textos são aqueles que estimulam o pensamento e a reflexão, e não aqueles que pretendem trazer um pensamento já "embalado" para você.

Até mesmo por isso há anos atrás, quando pensei em divulgar meus textos na web, o título "Textos para Reflexão" me pareceu o mais legal :)

Obrigado Samuel,
raph

1/3/11 10:00  

Postar um comentário

Toda reflexão é bem-vinda:

‹ Voltar a Home

Related Posts with Thumbnails