Pular para conteúdo
20.3.12

Citações (3)

Algumas citações minhas e de outros autores. Elas geralmente já terão aparecido anteriormente na página do Textos para Reflexão no Facebook...


Eles tentam te convencer que existem apenas os "08" e os "80":

Os crentes fervorosos, os "08", que acreditam que tudo que há, e todas as espécies de vida, surgiu de uma só vez há alguns milhares de anos, que Adão e Eva foram expulsos do Paraíso, que Deus é um velho de barba muito branca, senhor dos exércitos, que necessita que o aceitemos para que possamos sentar junto dele em um Céu de ócio eterno...

Os ateus "altamente racionais", os "80", que sabem (ou tem convicção, ou qualquer coisa, menos fé) que todas as espécies de vida surgiram de um ser unicelular primordial, que se desenvolveram através de uma seleção "aleatória" ao longo de bilhões de anos, que não existe Deus nem alma nem mente, que tudo é matéria, e somos tão somente máquinas celulares complexas...

Muita calma nessa hora! Entre 8 e 80 existem pelos menos mais uns 72 caminhos e, quem sabe, exista até mesmo o caminho "81". É chato ter de admitir que não podemos classificar todas as pessoas e todas as crenças (ou convicções, ou sabe-se lá o que) em apenas dois grupos, mas é assim que a Natureza opera. 

Quem está no meio do caminho, também pode estar em todos os caminhos ao mesmo tempo, e em nenhum deles.

***

Hoje em dia é muito simples armazenar e divulgar informações, mas na pré-história nossos sábios ancestrais eram obrigados a confiar apenas na memória, na tradição oral e em alguns parcos registros pictóricos em cavernas guardadas aos iniciados. Não porque se tratasse de uma “elite” que queria guardar o conhecimento para si, mas exatamente o oposto: por se tratar de seres que tanto valorizavam o conhecimento, que os “inseriam” na mitologia, pois que sabiam que apenas a mitologia iria sobreviver àqueles tempos inóspitos (inclusive antes da invenção da escrita).

***

Primeiro o racionalismo relegou toda mitologia arcaica há mera superstição, porém, ao se deparar com os mistérios da mente humana, foi obrigado a elaborar teorias acerca não somente da origem dos mitos na pré-história, como da razão de eles permanecerem “vivos” até os dias atuais. Enquanto o próprio Joseph Campbell, com sua teoria do Monomito, teoriza que toda a mitologia humana se concentra em ideias universais da psique, Carl Jung fala em um Inconsciente Coletivo, e mesmo Richard Dawkins elaborou o conceito dos Memes. Nenhuma dessas teorias é “comprovada”, mas alguns dos materialistas eliminativos, a despeito de sequer acreditarem na existência de uma mente humana, curiosamente adotaram os Memes como uma “teoria quente”.

***

Embora os conhecimentos gerais, assim como as regras básicas de convívio em sociedade, possam e devam ser ensinados a todos, é inútil pretender que pessoas são como computadores de informação, e não como seres sensíveis, capazes de interpretar o mundo a sua volta, capazes de uma vontade própria, particular. Enquanto o sistema educacional continuar tratando seres como máquinas, a arte e a filosofia terão grande dificuldade em aflorar, e a ciência se reduzirá aos “mandamentos da Academia”.

***

Dogmáticos podem pensar que o sentido da vida já está muito bem descrito em seus manuais de verdade absoluta ou códices de ciência infalível. Porém, na medida em que o sentido da vida é pessoal e intransferível, o sentido da sua vida, e de ninguém mais, o dogma é apenas uma represa para um rio que busca, eternamente, desaguar no oceano da liberdade.

***

Charles Russell, o primeiro presidente das Testemunhas de Jeová, "profetizou" que o mundo acabaria em 1914. Você pode achar que ele se equivocou, mas há algumas Testemunhas que creem que o mundo já acabou, e que temos desde então vivido uma ilusão em alguma espécie de inferno, ou purgatório, ou algo parecido... Tais Testemunhas creem que o mundo é uma ilusão, e somente nossas almas existem.

Os materialistas eliminativos são filósofos da mente que creem piamente numa ideia radical: a de que a própria mente, nosso senso de um "eu", a consciência e tudo mais, nada disso existe realmente. Tudo se reduz, em realidade, ao tilintar neuronal do cérebro humano, segundo esta crença "peculiar"... Tais materialistas creem que o "eu" é uma ilusão, e somente a matéria existe.

Penso eu que tais interpretações do mundo são igualmente radicais, e igualmente equivocadas... Mas pelo menos as Testemunhas admitem que se baseiam inteiramente na fé, enquanto alguns dos materialistas eliminativos creem piamente que são absolutamente racionais, que não possuem fé alguma.

Para uns, o que existe são apenas as almas de Deus. Para outros, o que existe são apenas as partículas do Acaso.

***

Crédito da imagem: Erika Koch/Corbis

Marcadores: , , , , ,

0 comentários:

Postar um comentário

Toda reflexão é bem-vinda:

‹ Voltar a Home

Related Posts with Thumbnails