Pular para conteúdo
27.9.07

Deus precisa do seu dinheiro?

Essa é a primeira de uma série de postagens que compila discussões interessantes que achei em comunidades do Orkut, as comunidades são Fé e Razão e Grande Mistério da Humanidade. Colocarei apenas o primeiro nome das pessoas que responderam como forma de preservar as identidades. Note que nem todas as respostas serão compiladas, apenas as que eu achar mais interessante. Sempre ao final colocarei um link para o tópico em questão, que provavelmente ainda estará sendo discutido dentro da comunidade.

***

Flavio
Deus precisa do seu dinheiro?
Deus quer o seu dinheiro?
vc é OBRIGADO a dar dinheiro pra Deus?
Deus sentiria-se mais feliz se vc desse o dizimo de seu salario para pobres q passam fome ou para uma igreja?

Tarcon
O dogma do Purgatório, ensinado pela Igreja Católica (IC), é conhecido como a sua "galinha dos ovos de ouro". Ensinam os católicos que existem quatro lugares no outro mundo:
Céu, Inferno, Purgatório e Limbo.
Para o Limbo vão as crianças que morrem sem batismo.
E um lugar de sombras, sem penas, sem sofrimento, mas também sem alegria alguma.
Porém, a Bíblia nada diz sobre o Limbo, sendo que o próprio Jesus declarou:
Deixai os meninos, e não os estorveis de vir a mim; porque dos tais é o relho dos céus. (Mt 19.14)
Para Jesus, os meninos são do reino dos céus, mesmo sem batismo; mas a IC os manda para o Limbo.
Sobre o Purgatório ensinam que:
As almas do purgatório padecem um tormento muito semelhante ao das almas do inferno, com a única diferença de que as últimas nunca poderão sair do inferno, enquanto que, as do purgatório hão de sair de lá.
shalom

Demetrius
Hare Krishna!
Olá pessoal, todas as glórias aos devotos (de todas as religiões) reunidos!
Essa é minha primeira postagem e vou tentar responder de acordo com o conhecimento que obti estudando o Bhagavad Gita - Como ele é.
O nosso corpo físico possui 5 sentidos para perceber coisas materiais. Nesse corpo físico está condicionado um ser espiritual eterno que possui uma forma original esquecida devido ao desejo de gozar esses objetos materiais. Eterno significa sempre existente, tanto para o passado como para o futuro. Enquanto que o corpo físico nasce e morre o espírito nao nasce e portanto nunca morre e as coisas que são infligidas ao corpo físico, como cortes, feridas, doenças, velhice, etc, não se aplicam ao espírito.
Enquanto não aprendermos que esses objetos são perecíveis e nao dignos de apego e nos apegarmos à causa primordial através do serviço devocional (bhakti - yoga) não conseguiremos deixar esse ciclo de nascimentos e mortes que muitos conhecem por Samsara ou Reencarnação.
Tudo o que pode nos ser tirado na verdade nunca nos pertenceu então o apego às coisas materiais causa sofrimento. o Gita diz que devemos aceitar somente o necessário e nada mais, sabendo que tudo o que existe pertence à Deus. O aceitar e se apossar de coisas em excesso é considerado roubo.
Para isso devemos questionar uma passagem bíblica (pra quem é cristão fica mais fácil vizualizar, não se trata de cutucar não ok??) que fala do rico e o camelo no buraco da agulha: o que é ser rico? Quanto precisa ter pra ser rico?
Essa parábola fala justamente do apego. Não se trata de dar ou não uma contribuição para as associações religiosas ou obras de caridade, trata-se de quanto somos apegados àquilo que temos.
Isso é muito bem respondida pela parábola da viuva que deu como oferta no templo as unicas moedas que tinha. Ela era desapegada. Enquanto formos apegados às coisas materiais, não seresmos capazes de nos apegar a Deus.
Haribol!

Luis
puxa flávio dar pra entender que toda aprocupaçao da sua vida é com o teu dinheiro!! seé que vc tem !! porque com o meu salário eu faço dele o que eu quiser, é claro que deus nao preicisa de dinhiro, só uma cabeça oca pra pensar em tamanha tolice, mas a igreja precisa, se vc nao tem boa vontade em dar oferta, ou dízimo é um direito seu, mas tbm tenho o direito de usar meu dinhiro do geito que eu quiser!!!!
engraçado é que muita gente vai prus boteco enche a cara, usa droga , e ninguem reclama até parece que é bonito, mas se preocupam com o dinheiro dos evangelicos?????? axo que tenho o direito de gastar meu dinheiro sem ter que dar satisfaçao a ninguem!!

Fabio
Minha opinião sobre o assunto:
Eu creio, no mais íntimo da minha conciência, que o ato de dar algo a alguém que se ama é um instindo que (acredito eu) Deus colocou em nossos corações. Quando amamos alguém, damos presente a este, e o presente é como você dissesse a esta pessoa: "eu me esforcei para ganhar dinheiro, mas eu gosto tanto de você, que, em vez de usar o meu dinheiro para meu benefício, eu comprei um presente para o seu benefício." Creio que este ato é um gesto de amor, de demonstração dele.
Julgo eu, uma prova empírica disto, os primeiros atos de oferta a Deus. Caim, Abel, Abraão, etc... não haviam regras acerca disto e nem Deus lhes pediu nada. Creio que o gesto deles não foi motivado por um regulamento ou um pedido e sim pelo instinto humano de ofertar a quem se ama. Outro gesto pode ser observado no costume de presentear as pessoas amadas nas mais diversas culturas, acho eu, em todas.
Sabemos que Deus regulamentou tudo isso no decorrer da organização da sociedade de Israel, porém, muitas coisas que não eram regulamentadas já eram praticadas como a questão da morte, a questão dos dízimos e ofertas, etc... E, quando Jesus Cristo deu fim à antiga aliança, foram-se aquelas regulamentações, porém ficou o que já era praticado antes das leis do antigo pacto.
O fato de matar alguém ser errado, de cultuar somente a Deus, de presentear a quem se ama e uma série de outros atos continuaram, pois não surgiram com as leis, mas sim, eram instintos gravados no coração do ser humano. E, por essa razão, o dízimo e as ofertas não devem ser obrigados ou estipulados, pois devem ser gestos voluntários de quem ama a Deus e quer demonstar o seu amor.
Creio sim, que, quem acredita na comissão da igreja, trazer os dízimos e ofertas (voluntários) à casa de Deus, trará sustento a ela, e assim ela poderá prosseguir com a sua missão. Logo, é uma prova de amor a Deus.
Penso isto.
Espero ter contribuido.

Raph (esse sou eu)
O dinheiro é uma forma de poder, o uso que você faz dele, como ganha e como gasta, é que pode ser bom ou mal.
No caso de quem é levado a pegar dízimo pelas "lavagens cerebrais" comuns de certas igrejas na verdade o faz de coração, e acredita de certa forma que Deus precise de dinheiro, a responsabilidade recai sobre quem cobra, que ganha dinheiro de forma injusta, um dinheiro que servirá muito mais para obras suntuosas e viagens para miami do que para qualquer tipo de caridade.
Agora, se você quer doar dinheiro para instituições de caridade, de preferência verificando e policiando se ele será bem usado, você estará de certa forma dando dinheiro a Deus, pois Deus só poderia precisa de dinheiro no sentido de ser uma ajuda para os necessitados.
Mas é claro que, Deus enquanto ser onipotente e criador de tudo (inclusive de seres que um dia inventariam o dinheiro), não precisa de dinheiro nem nunca vai precisar :)

Veja o tópico aqui

Marcadores:

1 comentários:

Anonymous Anônimo disse...

ENGANAR AS PESSOAS EM NOME DE JESUS:É com tristeza que vejo muitos pregadores desonestos, enganando as pessoas em nome de JESUS. É muita gente safada, visando apenas dinheiro, mais dinheiro, falando o nome de JESUS. Você para alcançar ou ser atendido por DEUS, não precisa pagar ou dar dinheiro pra ninguem, é só fazer o pedido com fé. Agradeça quando for atendido. Podendo, ajude sim.É importante participar e ajudar as pessoas. Existem muitas instituíções religiosas sérias, procure obter informações,antes de se tornar membro de alguma delas.

16/1/11 18:06  

Postar um comentário

Toda reflexão é bem-vinda:

‹ Voltar a Home

Related Posts with Thumbnails