Pular para conteúdo
8.4.10

Carta aberta aos espíritas

Neste vídeo - de inúmeros vídeos de Waldo Vieira falando sobre Conscienciologia no YouTube - o ex-parceiro de Chico Xavier[1] fala sobre os motivos que o levaram a deixar o movimento espírita. Não deixa de ser uma crítica ainda muito atual a forma com que o espiritismo foi implementado no Brasil, exaltando a parte religiosa muito acima da científica e filosófica[2]:

***

[1] Eles psicografaram diversos livros conjuntamente, separados por quilômetros de distância em suas respectivas cidades (do interior mineiro): um trazia os capítulos pares e outro os ímpares, e na junção os livros faziam uma perfeita sequência, sem a necessidade de ajustes posteriores. Sem dúvida um desafio para a psicologia moderna, pois não se pode - no caso - afirmar que tais informações vinham apenas do inconsciente do médium.

[2] Há que se considerar o fato de que praticamente todos os espíritas brasileiros vieram do catolicismo. Mas talvez a influência derradeira tenha sido a do próprio Chico Xavier com seu imenso carisma - não por má intenção, mas por sempre ter sido um devoto do cristianismo, e um essência uma pessoa absolutamente simples. Também vale lembrar que igreja e doutrina não são exatamente o mesmo que religião, quando Waldo Vieira fala em "kardecismo", está evidenciando que o espiritismo veio a se tornar mais doutrina (dogma) do que religião (religação a Deus). Não sou tão radical quanto ele na análise, mas em todo caso minha religião é meu pensamento.

Marcadores: , , , , , ,

0 comentários:

Postar um comentário

Toda reflexão é bem-vinda:

‹ Voltar a Home

Related Posts with Thumbnails