14.10.10

Palavras de Exu Rei

Vocês, irmãos da África, me tratam como um rei.
Como se homem e natureza fossem coisa à parte.
Como se eu não houvesse caminhado faminto e exausto pela mesma planície do tempo.
Como se eu não houvesse resvalado nas mesmas pedras e sufocado nos mesmos desertos sem vida.
Como se nossas tribos fossem diferentes de qualquer outra tribo.
E nossos reinos mais ou menos ilusórios do que as brumas que prometem chuva, e não trazem...

Vocês me saudam como um deus, mas eu sou apenas antigo.
Tão antigo quanto à luz que ainda hoje ilumina as festas de suas tribos.
E traz a herança de outras moradas na noite infinita.
Há sim, irmãos, muitas áfricas nessa imensidão...

Se sou um deus, saibam que também são!
E quando virem um de nossos irmãos suplicando por pão e água na soleira de suas portas, ajudem-no.
Tratem-no como a um rei.
Que todos somos reis de nossa própria história.
E cabe somente a nós comandar aos exércitos da alma.
E desbravar os territórios desconhecidos de nós mesmos...

Se sou um deus, saibam que também sofro!
E quando ouvirem um de nossos irmãos expirando o último tanto de ar dos pulmões, saudem sua morte.
Pois é um deus quem vai.
Mais um deus que segue seu caminho, como a água das chuvas e dos rios...

Se sou um deus, saibam que também amo!
E quando ouvirem um de nossos irmãos inspirando o primeiro tanto de ar nos pulmões, saudem seu nascimento.
Pois é um deus quem chega.
Mais um deus que segue seu caminho, como as estrelas cadentes a bailar pelas galáxias...

Vocês, irmãos da África, me tratam como um rei.
Mas em toda essa imensidão de tribos e estrelas da noite eterna, há somente um Rei.
Aquele que é Pai e é Mãe.
Aquele que joga sua rede no rio do Cosmos, e aguarda pacientemente.
E fisga um tanto de almas de cada vez...

Laroiê Exu Rei, Laroiê Exu Odara!


Um conto inspirado em Exu. Através de raph em 2010.

***

Obs: Acho conveniente citar breve trecho de artigo do ocultista e grande estudioso de mitologia Marcelo Del Debbio, sobre Exu:

“Assim como Hermes, Exu é o mensageiro dos deuses, seu poder é o de receber e transportar os pedidos e oferendas dos seres humanos ao Orum, o Mundo dos Deuses. É o Senhor dos Caminhos, das encruzilhadas, das trocas comerciais e de todo tipo de comunicação. Ele representa também a fertilidade da vida, os poderes sexual, reprodutivo e gerativo. Não podemos nos esquecer de que o sexo, diferentemente do que os católicos e evangélicos dizem (uma coisa de luxúria, de pecado), é na verdade um ato sagrado. Talvez por isso, por ele ser o poder sexual, os cristãos o comparem com o Demônio.
A origem do mito de associação de Exu com o Diabo vem dos Jesuítas. Quando os escravos estavam fazendo o sincretismo de suas religiões africanas com os Santos Católicos, os Jesuítas desconfiaram que havia alguma coisa errada… nas religiões africanas, não existe a figura do diabo, apenas de deuses com características humanas. Então eles encontraram um símbolo fálico representando o Exu e tiveram a “brilhante ideia” de associar o pênis ereto com o sexo (pecado) com o diabo para completar o panteão católico.
Adicione dois séculos de deturpação católica e (posteriormente) evangélica e temos a imagem do Exu como ela é nos dias de hoje.
Sem falar que normalmente a figura do Senhor Exu é colocada com chifres, rabo, pintado de vermelho, imagem bem parecida com a que os cristãos “desenham” o Diabo… Então, o Exu verdadeiro das religiões africanas nada tem em comum com o diabo lúdico, e as esquisitas estátuas comercializadas e utilizadas arbitrariamente em terreiros são frutos da imaginação de visionários que não enxergam nada além das manifestações dos baixos sentimentos em formas deprimentes, nos seres que lhes são afins.”

***

» Parte da série "Voz dos Orixás"

Crédito da imagem: photophilde

Marcadores: , , , , , , ,

8 comentários:

Anonymous Heverton disse...

Exu, simples e direto, sem rodeios.

22/10/10 09:56  
Blogger Ted Ben disse...

Pra quebrar Pré conceitos: Conheço dois ótimos livros que contam a história (não é estória) de dois seres iguais a nós que ao passar dos séculos hoje trabalham como "Exus de Lei" pelo equilíbrio da espiritualidade em nosso planeta. Livro 1: A trajetória de um Guardião Viking, escrito por Silvio da Costa Mattos; Livro 2: O Guardião da Meia-Noite, escrito por Rubens Saraceni. Vale a pena!

22/10/10 17:17  
Blogger raph disse...

Obrigado pelos comentários e sugestões. Realmente parece que Rubens Saraceni é um dos grandes autores de livros sobre Umbanda no Brasil, muito legal a iniciativa dele.

Informação vence qualquer preconceito, desde que haja a vontade de se informar claro..

Abs
raph

23/10/10 13:22  
Blogger Yara Rückert disse...

Raph,

Acho que já li em algum lugar que os considerados "exus" na umbanda,são espíritos que outrora usaram magia com fins menos nobres e que hoje atuam tanto no bem quanto no mal,que são espíritos em transição (embora acredite que essa também seja a nossa condição).Entendi bem a parte que Exu faz o papel de mensageiro,mas não seria esse também o caso? de trabalharem na espiritualidade como defensores,"quebra-demandas" ou você acha que isso é fruto do sincretismo religioso brasileiro que acaba misturando muitas crenças e teorias?

Abs,

Yara

31/3/11 01:03  
Blogger raph disse...

Oi Yara,

Bem, em realidade desde o xamanismo pré-histórico temos estes espíritos intermediários entre um e outro mundo. Ser um exu significa essencialmente ser um mensageiro, e existem mensageiros bons e maus, ou mais ou menos evoluídos espiritualmente.

Então você tem toda razão: todos somos espíritos em transição, encarnados ou desencarnados. Além disso, o próprio Kardec nos lembrava que espíritos falam apenas sobre o que sabem... Um exu pode saber muito, ou até menos do que nós mesmos, tudo depende do que ele tem a dizer no fim das contas.

Existem explicações bem mais detalhadas, por exemplo aqui no site do ocultista Marcelo Del Debbio (ver "Exu" lá embaixo no texto):

http://www.deldebbio.com.br/index.php/2010/05/10/o-diabo-nao-e-tao-feio-quanto-se-pinta-i/

E também este site, que é beeem detalhado, sobre Umbanda em geral:

http://registrosdeumbanda.wordpress.com/

Abs!
raph

31/3/11 11:34  
Blogger Yara Rückert disse...

Raph,obrigada pelos links,com certeza vou ler e ver se sossego um pouco essa curiosidade toda!

Engraçado que ao ver você falando em "xamanismo pré-histórico" me lembrou do sonho que tive essa noite,no qual eu adentrava uma caverna junto a uma pessoa,que não me lembro bem se era minha mãe, e ia consultar um feiticeiro,um sacerdote,alguém que fazia "magia".Ele se vestia com peles de animais e antes de iniciar os rituais de magia,ou vaticínios,ele pedia permissão para duas caveiras e tinham vários outros objetos empilhados em cima delas que não me lembro o que eram.Pareciam ser as caveiras dos antepassados,e ele precisava sempre da permissão deles para adivinhar ou fazer feitiços...se eu contasse pra qualquer pessoa agora,talvez ficasse assustada,ou achando demoníaco,mas no sonho eu estava tranquila,não me assustava com isso,que era a "religião" da época que não parecia ser pré-história,mas mesmo assim era um tempo muito remoto...parece que fui mesmo sugestionada pela leitura antes de dormir! hahahaha!

Abs!

31/3/11 15:28  
Blogger raph disse...

Não gosto muito de comentar sonhos, mas posso dizer que se você não se sentia assustada, não se sentia na pré-história, nem achava "nada demais o que estava ocorrendo", pode ter sido uma lembrança de vidas passadas.

(Eu ainda vou falar sobre isso no blog em breve...)

Se foi o caso, era você no sonho, mas ao mesmo tempo não era. Da mesma forma que você mal sabe quem era aos 5 anos de idade...

Por outro lado, seria muito estranho você ter uma lembrança tão antiga assim. Talvez seja sugestionamento inconssciente mesmo, ou talvez realmente fosse uma época mais próxima, mas que por estar numa caverna você acreditou ser a pré-história.

Vai saber, hehe.

Abs!
raph

31/3/11 18:21  
Blogger raph disse...

Maiores informações sobre Exu Rei:

http://www.daemon.com.br/wiki/index.php?title=Exu_Rei_das_Sete_Encruzilhadas

15/6/11 14:45  

Postar um comentário

‹ Voltar a Home

Acompanhar

Digite seu e-mail abaixo para receber atualizações do blog:

O Autor

Rafael Arrais

ver profile

design by Ayon

Igreja do Livro Transformador

Guiato

Blogger

blogspot visit counter



Licença Creative Commons Alguns textos publicados neste blog encontram-se registrados na Biblioteca Nacional
Related Posts with Thumbnails