Pular para conteúdo
6.9.13

Mundos Internos, Mundos Externos

Ver o mundo num grão de areia
e o céu numa flor da relva;
agarre ao infinito na palma de sua mão
e a eternidade, numa única hora.
- William Blake


Neste documentário lançado em 2012 e intitulado "Mundos Internos, Mundos Externos" (Inner Worlds, Outer Worlds), o canadense Daniel Schmidt (músico e professor de meditação) explora de maneira rica e visualmente atraente a conhecida sabedoria antiga – Védica e Hermética - que afirma o célebre “Assim em cima, assim embaixo”.

Reunindo conhecimento atual como a descoberta recente do Bóson de Higgs, trazendo conhecimentos ancestrais como dos Vedas, do Budismo e da Kaballah, passando por insights de cientistas como Nikola Tesla (“estudou com Swami Vivekananda”, um conhecido iogue indiano) e do matemático Benoit Mandelbrot, além de citar de passagem Heráclito, Einstein, Goethe, Richard Feynman e Kierkegaard, e buscando o cruzamento dessas fontes de conhecimento, "Mundos Internos, Mundos Externos" também apresenta com riqueza visual os caminhos que a ciência e a sabedoria antiga percorrem para entender o universo, como os padrões de fractais (de Mandelbrot) e dos sons na matéria física como areia e água (de Chladni) [via _dharmalog].

Para os que acompanham este blog de longa data, e particularmente para os que leram o meu livro, "Ad infinitum", este documentário soará estranhamente familiar, e isto apesar de ter um foco muito maior na visão oriental, particularmente a visão zen budista. Entretanto, como os que me leem há tempos devem saber, não há tanta diferença assim entre o "Bhagavad Gita" e as teorias de Eisntein, entre o Tao de Lao Tse e a Substância de Espinosa, entre o logos estoico e o Campo de Higgs - todos estão, afinal, observando ao mesmo Cosmos e, ao mesmo momento, ainda que não saibam, também a si próprios...

Para se contemplar em estado de relaxamento:

Parte 1 - Akasha

Parte 2 - A Espiral

» Parte 3 - A Serpente e a Lótus

» Parte Final - Além do Pensar

***

Crédito da imagem: Divulgação (Inner Worlds, Outer Worlds)

Marcadores: , , , , , , , , , ,

3 comentários:

Anonymous PENSADOR PENSADOR PENSADOR disse...

Esse Cara é maluco??? parte 2 30 minutos: olha o que esse burro diz do pensamento!! Não enxerga que foi através da união entre pensamento e sensação que ele pode sentir o que ta passando no vídeo?! Não é exatamente o equilíbrio entre intuição e razão que se alcança a iluminação?! A não, os dogmas ali determinam que a iluminação é igual pra todo mundo então ninguém pode praticar o pensar, está proibido a partir de agora... quanta ignorância! Se for assim o que que vai ser pro nosso Brasil cada vez mais perdido em educação? Assassino do Pensamento!!

7/1/14 14:18  
Anonymous PENSADOR PENSADOR PENSADOR disse...

O pensamento puro sem a sensação e a intuição ocasiona a ilusão de separação, mas a intuição pura faz de você uma cobaia da "natureza", porque se você não pensa alguém está pensando por você, vai saber quem é... O pensamento é a ferramenta mais poderosa que se pode ter em busca de uma espiritualidade mais elevada, ou vocês acham que os animais não pensam? Um cérebro de leão se desenvolveu como? e do ser humano? É na Evolução e na Natureza que todos os seres criam-se e transformam-se constantemente em uma Dança da Vida. Segundo a própria cabala judaica as duas últimas esferas pra a conexão com Ketter significam entendimento e conhecimento, não abram mão do pensamento racional nunca na vida de vocês! Não caiam na ladainha que foi o minuto 29 da parte 2 deste post! Espiritualidade e Pensamento pesado sempre! em busca de uma cultura humana mais elevada, que óbvio, é em sincronia com a Natureza e com seus mistérios! E principalmente: esqueçam o criador quando separado da criação! Somos criaturas e criadores da mesma maneira que a Existência!

7/1/14 14:40  
Blogger Eduardo(Aladin) disse...

O pensamento é como uma maquina, você liga somente quando precisa usar ela, mas nós perdemos a capacidade de desligar a maquina, se você deixa uma maquina constantemente ligada ele estraga, pensar constantemente estraga nossa capacidade de raciocínio, podemos passar a maior parte do tempo sem pensamentos e pensar só quando for necessário, ficar sem pensar também trás conhecimento, o pensamento não é a única fonte de conhecimento.

17/10/16 11:44  

Postar um comentário

Toda reflexão é bem-vinda:

‹ Voltar a Home

Related Posts with Thumbnails