Pular para conteúdo
8.1.16

A morte é um dia que vale a pena viver

Um dia perguntaram a Ana Claudia Quintana Arantes, "O que você aprendeu lidando com a morte?"

E na entrevista concedida a revista Vida simples, a médica geriatra, especializada em cuidados paliativos para pacientes que têm pouquíssimo tempo restante de vida, respondeu assim:

"Aprendi a viver. Eu vejo muita gente, todos os dias, no final da vida. E, nesse instante, as pessoas ficam muito lúcidas sobre o que importa. A morte tira o véu da mentira sobre a vida. E a pessoa deixa de lado o que é bobagem ou ilusório. Você quer dizer que ama, então expressa isso e não fica preocupado com o que os outros vão pensar a respeito. Afinal aquela é a sua vida – e ela está acabando. Então você demonstra mais afeto, você reconhece seus erros."

Ana é uma genuína médica de almas, que trata não somente doenças ou corpos, mas vai direto ao coração, onde cada momento restante de vida pode ser um momento mágico, um momento eterno... É sempre muito belo, e muito triste e profundo, conhecer mais sobre as histórias de gente como ela. Nesta palestra do TEDxFMUSP, A morte é um dia que vale a pena viver, ela conta algumas delas:

***

Crédito da foto: Namu

Marcadores: , , , , ,

1 comentários:

Blogger Diogo Santos disse...

Ela é incrível, a profundidade que suas falas alcançam são inimagináveis. Ela fala com a alma.

9/10/16 23:23  

Postar um comentário

Toda reflexão é bem-vinda:

‹ Voltar a Home

Related Posts with Thumbnails