Pular para conteúdo
1.2.17

Jorge Pontual recita Walt Whitman

Jorge Pontual é um dos jornalistas mais bacanas do mundo. Além de ser especialista em relações internacionais, ciências sociais, divulgação científica e bactérias, também parece ter sido o principal responsável por trazer ao programa GloboNews em Pauta um quadro semanal onde, vejam só, traduz e recita poemas de grandes poetas da história.

Desta vez ele nos presenteou com um belo poema de Walt Whitman, poeta americano:

(clique na imagem para abrir o vídeo no site da GloboNews)

***

[Nós dois por tanto tempo fomos enganados]

Nós dois por tanto tempo fomos enganados
Agora transmutados, escapamos depressa como a natureza escapa
Somos a natureza

Estivemos ausentes, agora voltamos
Viramos plantas, folhas, folhagem, raízes, casca
Mergulhados no chão, somos rochas
Somos carvalhos, crescemos lado a lado
Pastamos, somos dois, nos rebanhos selvagens
Espontâneos como qualquer um

Somos peixes, nadando no mar juntos
Somos cachos de flores, derramamos perfumes
Nos caminhos, manhã e tarde

Somos a sujeita nas bestas, nos vegetais, nos minerais
Somos dois falcões predadores
Voamos alto, olhando para baixo

Somos dois sóis resplandecentes
Nos equilibramos, orbitais estelares
Somos dois cometas

Caçamos com garra e quatro patas na mata
Damos bote na presa
Somos duas nuvens, manhã e tarde
Pairando alto

Somos mares se encontrando
Somos duas ondas alegres, rolando uma na outra
Molhando um ao outro

Somos a atmosfera, transparente, receptiva
Penetrável, e impenetrável
Somos neve, chuva, frio, escuridão

Somos cada um produto e fluência do planeta
Circulamos e circulamos
E chegamos em casa de novo
Nós dois
Esvaziamos tudo
Menos a liberdade
Menos o nosso gozo


Walt Whitman (tradução de Jorge Pontual)


Marcadores: , , ,

0 comentários:

Postar um comentário

Toda reflexão é bem-vinda:

‹ Voltar a Home

Related Posts with Thumbnails