Pular para conteúdo
8.6.09

As mãos sujas de plástico

Vejam essa excelente (e triste) reportagem da Globo, e reflitam sobre a possibilidade de usar sacos plásticos com maior moderação:

Lixão se forma no meio do Oceano Pacífico

Entre o litoral da Califórnia e o Havaí, uma área enorme ganhou um triste apelido: o Lixão do Pacífico. Levadas pela corrente marítima, toneladas e toneladas de sujeira, produzidas pelo homem, se acumulam num lugar que já foi um paraíso.

Um oceano de plástico, uma sopa intragável, de tamanho incerto e aproximadamente 1,6 mil quilômetros da costa entre a Califórnia e o Havaí e que, segundo estimativas, seria maior do que a soma de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Goiás.

É o Pacífico, o maior dos oceanos, agredido pela humanidade onde a humanidade raramente chega. Há plástico e plâncton, lixo e alimento, tudo misturado. Poluindo o paraíso, confundindo as aves, criando anomalias - como a tartaruga que cresceu com um anel de plástico em volta do casco - e matando os moradores do mar.

Mas qual será afinal o tamanho exato gigantesca massa de lixo que se acumula no Oceano Pacifico? Será que a gente ainda tem tempo para limpar tudo isso? E os animais? Se adaptam ou sofrem as consequências?

Veja a matéria completa aqui.

***

"E não dá para dizer que exista um ou outro culpado, estamos todos com as mãos completamente sujas de plástico." - trecho da reportagem da Globo.

Marcadores: , , ,

1 comentários:

Blogger raph disse...

27% do Lixão do Pacífico é de sacos plásticos, por isso outra boa solução é usar sacos biodegradáveis, embora a moderação em seu uso continue sendo importante:

http://www.dover-roll.com.br/drbio.htm

http://www.futurenergia.org/ww/pt/pub/futurenergia/chats/bio_plastics.htm

9/6/09 09:40  

Postar um comentário

Toda reflexão é bem-vinda:

‹ Voltar a Home

Related Posts with Thumbnails