Pular para conteúdo
2.7.15

A voz de Hanuman

Fazia em torno de três anos que Jeffrey Kagel, um típico nova-iorquino, morava na Índia, onde estudava yoga devocional no ashram de seu mestre, Neem Karoli Baba (Maharaj-ji), quando ele lhe deu uma missão: retornar a América. O que segue é o relato do próprio Kagel:

Eu estava petrificado de pavor com a ideia de retornar aos EUA após tantos anos. Fazia tanto tempo que eu não vestia calça jeans, nem sequer usava sapatos, que eu não podia imaginar como seria. Eu não queria ter perguntado, mas não pude evitar: “Mas, Maharaj-ji, como eu posso lhe servir na América?”.

Ele me encarou com um olhar zombeteiro e disse, “O que poderia ser? Se você precisa me perguntar, então não é mais o seu serviço. Faça o que tem em mente”. Eu não podia acreditar no que ouvi, eu ainda não tinha este tipo de fé; apenas fiquei ali, paralisado... Então, após aproximadamente um minuto, ele me olhou com um sorriso doce nos lábios, e disse, “E então, como você irá me servir na América?”.

Minha mente estava vazia. Já era hora de eu partir para Delhi e pegar meu voo para os EUA. Ele continuou me olhando e sorrindo. Eu me inclinei e toquei seus pés e, assim que olhei para sua face, senti como se estivesse num sonho. Eu peguei minhas coisas e parti, mas então vieram essas palavras em minha boca, quando me virei para ele e disse: “Eu cantarei para você na América!”.

Pouco tempo depois, naquele mesmo ano de 1973, numa lua cheia de Setembro, Maharaj-ji deixou este mundo. No entanto, a semente que ele havia plantado no coração de seu discípulo estava destinada a florescer; e de fato, floresceu...

Mas não foi pelo nome de Jeffrey Kagel que aquele nova-iorquino amante de música se tornou um “pop star” da música devocional hindu. Na América, assim como em todo o mundo, ele hoje é conhecido como Krishna Das.

Krishna canta principalmente mantras de devoção aos deuses hindus. Um mantra (do sânscrito, “controle da mente”) é basicamente um poderoso instrumento de auxílio na meditação e nos transes místicos. Segundo muitos psicólogos que estudaram o fenômeno, nem mesmo é necessário que entendamos o que está sendo dito nos mantras; contanto que participemos da ritualística e cantemos junto com todos, provavelmente também seremos “afetados” pela música.

Assim, Krishna canta até hoje mantras em homenagem a muitos deuses, mas em especial a Hanuman, o “deus macaco”, avatar do deus Vishnu, um dos principais deuses da mitologia hindu [1], e do qual o seu mestre era devoto. De fato, ele canta com tamanha paixão e entrega sobre Hanuman, que é quase como se fosse a sua voz descendo a Terra.

Explicar mais, com palavras, seria inútil... A música devocional, em sua lenta progressão, realmente não é para qualquer um, e certamente nada tem a ver com nossos tempos apressados; no entanto, se lhes interessar, convido-os a um mergulho na magia musical de Krishna Das:

Sundara Chalisa, mantras em homenagem a Hanuman; cantados em Maui, Havaí, em Dezembro de 2014 (acompanhar a letra, em sânscrito e inglês).

***

» Ver também o mantra para Saraswati, ao vivo em Nova York (Abril de 2014).

[1] Saiba mais sobre a mitologia hindu e seus inúmeros deuses neste episódio do excelente Conhecimentos da Humanidade.

Crédito das imagens: Google Image Search/Krishna Das/Divulgação

Marcadores: , , , , , ,

3 comentários:

Blogger Rato Saltador disse...

Eis uma receita para esquentar o coração: ouvir Krishna Das! Grato por compartilhar! Complementando a informação sobre sobre Hanuman, o próprio já é considerado um símbolo de devoção, tendo em vista o amor servil que nutria por se mestre, Rama - e também pelo próprio fato de ser um macaco, que passa a ideia de imitação.

Sobre ele existe uma história que ilustra de forma literal aquela dito sobre fé que move montanhas: ele estava em Lanka (atual Sri Lanka), em uma guerra contra o demônio Ravana, quando Rama pediu que ele fosse colher nos HIMALAIAS uma erva medicinal para curar um guerreiro ferido. Em dúvida sobre qual era a planta certa, ele trouxe a montanha inteira a Lanka para que seu mestre o esclarecesse. :P rsrsrsrs Adoro essa história!

3/7/15 10:41  
Blogger raph disse...

Heh, algumas histórias são bem divertidas mesmo :)

Pelo que o KD falou no site dele, o mestre dele comparava Hanuman diretamente com Jesus. Inclusive por conta disso o KD já cantou sobre Jesus tb...

Um exemplo: "Jesus on the main line"

Abs!
raph

3/7/15 14:25  
Blogger raph disse...

Aliás ele fala o mesmo no final do vídeo acima, "Fui até a Índia para descobrir que Hanuman e Jesus são a mesma coisa" :)

3/7/15 14:39  

Postar um comentário

Toda reflexão é bem-vinda:

‹ Voltar a Home

Related Posts with Thumbnails