Pular para conteúdo
7.5.09

Crear e criar

Retirado do livro: "Orientando para a auto-realização" de Huberto Rohden.

A substituição da tradicional palavra latina crear pelo neologismo moderno criar é aceitável em nível de cultura primária, porque favorece a alfabetização e dispensa esforço mental – mas não é aceitável em nível de cultura superior, porque deturpa o pensamento.

Crear é a manifestação da Essência em forma de existência – criar é a transição de uma existência para outra existência.

O Poder Infinito é o creador do Universo – um fazendeiro é criador de gado. Há entre os homens gênios creadores, embora não sejam talvez criadores.

A conhecida lei de Lavoisier diz que “na natureza nada se crea e nada se aniquila, tudo se transforma”, se grafarmos “nada se crea”, esta lei está certa mas se escrevermos “nada se cria”, ela resulta totalmente falsa.

Por isto, preferimos a verdade e clareza do pensamento a quaisquer convenções acadêmicas.

***

Marcadores: , , , , , , ,

9 comentários:

Anonymous Eder Tofanelli disse...

Fantástica a definição de crear e criar. Vemos esse erro nas novas traduções da bíblia sagrada, Deus Creou o ceus e a terra e não criou...

5/1/11 14:28  
Blogger raph disse...

É uma pena que tenha sido esquecido o verbo "crear", até mesmo porque existe uma enorme confusão entre ambos os conceitos.

Na natureza nada se crea simplesmente porque nada se cria a partir do nada, o que vemos são substâncias sendo modificadas e recombinadas ad infinitum...

Abs
raph

5/1/11 20:53  
Anonymous Eder Tofanelli disse...

É isso mesmo Raph! Pelo fato de simplificar as coisas, perdemos a essência delas.

6/1/11 12:32  
Blogger C@!O disse...

Amigo é realmente muito boa a diferença entre 'criar' e 'crear' mas vejo que pecou feio em não colocar a fonte desse texto.

Acredito que tenha tirado isso do livro 'O Sermão da Montanha' de Huberto Rohden em 'Advertência' mas valeu mesmo assim a postagem.

17/5/11 20:58  
Blogger raph disse...

Eu cito a fonte no início, e não no final dos posts, além disso todos os posts onde cito fontes estão listados na tag "Autores selecionados".

Conforme está lá no início do post, a fonte do texto é de outro livro de Rohden - mas eu não li muitos, e acredito que essa citação a "crear e criar" era recorrente e apareceu em diversos livros do autor.

Abs
raph

18/5/11 11:16  
Blogger Antunes Severo disse...

Que legal. Finalmente uma conversa civilizada.

19/3/16 07:13  
Blogger Prof. Antônio Cerqueira disse...

Uma aplicação clara dos conceitos é o da gestação: no corpo materno, Deus crea. Após o nascimento, os pais criam.

24/5/16 08:40  
Blogger oziris frança disse...

ora, se criar é uma transição, de existência para outra existência, então espermatozoóide e óvulo combinados, são criação e não creação. Parte do que já existe para outra existência. Onde entra a essência?

10/8/16 18:13  
Blogger raph disse...

Oziris, você tocou na essência da filosofia de Benedito Espinosa (ou Spinoza), que na "Ética" afirma que "uma substância não pode criar a si mesma". Logo tudo o que existe é parte de uma única substância incriada, a essência está espalhada por tudo o que há. A isto Espinosa chamou "Deus".

Abs!
raph

11/8/16 10:14  

Postar um comentário

Toda reflexão é bem-vinda:

‹ Voltar a Home

Related Posts with Thumbnails