Pular para conteúdo
12.5.09

Racismo é ignorância

O Projeto Genoma Humano comprovou o que quase todos os estudiosos já sabiam: só existe na Terra uma única espécie humana, chamada homo sapiens. O que chamávamos de "raça" se resume a cor da pele.

Em comparação com a pele de outros primatas, a pele humana possui menor pelagem. A cor do pêlo e da pele é determinada pela presença de pigmentos, chamados melaninas. A maioria dos autores acredita que o escurecimento da pele foi uma adaptação que evoluiu como uma defesa contra a radiação solar ultravioleta (UV); a melanina é uma substância eficaz contra esta radiação. A cor da pele, em humanos atuais, pode variar desde o castanho escuro até ao rosa pálido. A distribuição geográfica da cor da pele correlaciona com os níveis ambientais de raios UV. A cor do pêlo e da pele humana é controlada, em parte, pelo gene MC1R. Por exemplo, o cabelo ruivo e pele pálida de alguns europeus é o resultado de mutações no gene MC1R. A pele humana tem a capacidade de escurecer (bronzeamento) em resposta à exposição a raios UV. A variação na capacidade de bronzeamento também é parcialmente controlado pelo gene MC1R. (parágrafo retirado da Wikipedia)

Portanto, se nossas crianças continuarem sendo educadas na ignorância, não poderemos reclamar dos resultados desse tipo de teste:

Me parece que as pessoas muitas vezes, ao demonstrar certo racismo, não se importam de serem alertadas para o fato: levam na brincadeira. Tudo bem que a maioria felizmente não chega aos exageros de nosso passado sombrio, mas enquanto levarem "na brincadeira", a ignorância se perpetuará... Talvez seja melhor não chama-las mais de racistas, mas de IGNORANTES. Assim talvez prestem maior atenção a própria ignorância, e procurem melhorar.

Marcadores: , , , , ,

8 comentários:

Anonymous joh disse...

acompanho seu blog constantemente
nao concordo com tudo, mas todos me fazem pensar

acho q era isso q vc queria ao tornar público seu pensamento

bom trabalho! dah pra ver q é feito com carinho!

IGNORANTES neles

12/5/09 16:38  
Blogger raph disse...

"nao concordo com tudo, mas todos me fazem pensar

acho q era isso q vc queria ao tornar público seu pensamento"

Certamente é isso mesmo. Até porque quem pode concordar ou discordar é sempre o outro, nós nunca podemos realmente "forçar" essa escolha adiante.

Obrigado!
raph

12/5/09 17:54  
Blogger raph disse...

No Orkut me perguntaram se "raça não seria exatamente a diferenciação de uma espécie por características físicas diversas"... Ou seja, se não seria perfeitamente válido falarmos em "raça ariana", "raça negra", etc.

Certamente não é o caso (de acordo com a Wikipedia):

"Os zoólogos geralmente consideram a raça um sinónimo das subespécies, caracterizada pela comprovada existência de linhagens distintas dentro das espécies, portanto, para a delimitação de subespécies ou raças a diferenciação genética é uma condição essencial, ainda que não suficiente. Na espécie Homo sapiens - a espécie humana - a variabilidade genética representa 3 a 5% da variabilidade total, nos sub-grupos continentais, o que caracteriza, definitivamente, a ausência de diferenciação genética. Portanto, inexistem raças humanas do ponto de vista biopolítico matematicamente convencionado pela maioria. No “Código Internacional de Nomenclatura Zoológica” (4ª edição, 2000) não existe nenhuma norma para considerar categorias sistemáticas abaixo da subespécie."

14/5/09 11:32  
Anonymous Anônimo disse...

eu gostaria de saber quem é o autor dos textos !

27/5/12 13:19  
Blogger raph disse...

Você diz, deste blog? Se for o caso, é simples: sempre que não for citado o autor no início de um post, significa que o autor sou eu mesmo: Rafael Arrais (muitas vezes também assino poesias e contos como "raph").

Abs
raph

27/5/12 18:06  
Anonymous Claudio disse...

Dizer que não existem raças é uma grandes bobagem, há milhares de textos sérios produzidos comprovando diferenciações genéticas bastante consistentes.

Qualquer estudante de medicina em epidemiologia, no início da faculdade, sabe das enormes diferenças a se levar em conta na hora de atender um asiático, um branco ou um negro.

É a partir dos anos 90 que surgiram cientistas pagos para "pesquisar" e encontrar evidências contra a existência de raças.

Ao mesmo tempo que a mídia tendenciosa só noticia algumas pesquisas de quinta com a citada pela matéria, pesquisadores que evidenciam a diferença racial verdadeira são amordaçados.

Mera propaganda ideológica para tentar dissolver o que é uma realidade.

Há que se pregar é o respeito pleno entre todas as raças e não propagar uma mentira. Aprender a aceitar o seu diferente, que embora de outra raça é da mesma espécie humana.

25/4/13 00:55  
Blogger raph disse...

Claudio, há aí uma questão etimológica, de significação das palavras...

Se você entende que há várias raças humanas, mas somente uma única **espécie** humana, então está ótimo.

Claro que há pequenas variações de características físicas entre seres humanos nas mais variadas partes do globo, mas nenhuma delas é grande o suficiente para que faça sentido falar em "espécies ou raças diversas". Mas dependendo do que você compreende por "raça", pode-se entender de outra forma.

Abs
raph

25/4/13 10:22  
Blogger raph disse...

Trago novamente o que comentei mais acima:

"Os zoólogos geralmente consideram a raça um sinônimo das subespécies, caracterizada pela comprovada existência de linhagens distintas dentro das espécies, portanto, para a delimitação de subespécies ou raças a diferenciação genética é uma condição essencial, ainda que não suficiente. Na espécie Homo sapiens - a espécie humana - a variabilidade genética representa 3 a 5% da variabilidade total, nos sub-grupos continentais, o que caracteriza, definitivamente, a ausência de diferenciação genética. Portanto, inexistem raças humanas do ponto de vista biopolítico matematicamente convencionado pela maioria. No “Código Internacional de Nomenclatura Zoológica” (4ª edição, 2000) não existe nenhuma norma para considerar categorias sistemáticas abaixo da subespécie."

25/4/13 10:23  

Postar um comentário

Toda reflexão é bem-vinda:

‹ Voltar a Home

Related Posts with Thumbnails