Pular para conteúdo
31.5.13

As mãos sujas de plástico podem ser limpas

Ocean Cleanup Array

Há alguns anos postei aqui no blog um vídeo do Fantástico sobre o chamado "Lixão do Pacífico", uma imensa ilha de plástico e outros detritos leves formada pela circulação das correntes marítimas. Era um alerta sobretudo para nós mesmos, e por isso achei por bem intitular o post "As mãos sujas de plástico"... De fato, uma notícia desanimadora, mas que precisava ser dada. Pensemos em quanto plástico usamos e descartamos todos os dias, e até algum tempo atrás nenhum plástico produzido no mundo era biodegradável; e mesmo nos dias atuais, devido ao custo um pouco mais elevado, o plástico biodegradável ainda está muito longe de se tornar a norma. Além disso tudo, ficava difícil imaginar que o "Lixão do Pacífico" poderia um dia deixar de existir. Pelo contrário, a tendência seria aumentar cada vez mais e mais, com grande dano para o meio ambiente e sobretudo para a fauna marinha e as aves, que usualmente confundem os pequenos detritos plásticos com alimento, e acabam se envenenando...

Mas isto foi até hoje. Hoje conheci Boyan Slat, um jovem holandês estudante de engenharia. Ele desenvolveu o projeto de uma máquina que seria capaz de retirar mais de 7 milhões de toneladas de plástico dos oceanos. O invento se chama Ocean Cleanup Array, e se trata de uma estrutura (parecida com uma arraia marinha) que se comporta como um gigantesco filtro. Ela seria posicionada em pontos estratégicos dos oceanos, onde há maior concentração de lixo, e seria capaz de recolher todo o material flutuante levado pelas correntes do próprio oceano. Após isso uma equipe recolheria o material coletado e separaria a vida marinha do plástico. Como o lixo recolhido ainda fica em contato com a água, a fauna oceânica ficaria segura, mesmo sendo recolhida. O plástico “limpo” restante seria encaminhado a reciclagem.

De acordo com Boyan, seu invento seria capaz de limpar os oceanos em um período de 5 anos, tornando os mares completamente livres dos plásticos flutuantes e eliminando a ilha de lixo presente no Oceano Pacífico. Mas o mais impressionante de tudo é que a venda do plástico recolhido dos oceanos e reciclado traria um lucro maior do que o gasto com a implementação e manutenção do projeto. Noutras palavras, o projeto de Boyan não somente pode limpar boa parte do oceano, salvando milhares de animais, como ainda seria rentável!

Então, é com alegria que agora posso lhes dizer que as mãos sujas de plástico podem ser limpas. Basta vontade para mudar. Se vale a pena manter alguma esperança? "Tudo vale a pena, se a alma não é pequena"...

***

Veja o estudante explicando como funciona o seu invento no TEDxDelft (para ver as legendas em português, clique no botão "Legendas" na barra inferior e selecione a opção "Português (Brasil)"):

***

Crédito da imagem: Ocean Cleanup Array (Divulgação)

Marcadores: , , , , ,

1 comentários:

Anonymous Hugo Ouroboros disse...

Sempre me preocupei com esse problema das ilhas de lixo. Fiquei feliz e aliviado ao ver uma solução dessas simples e rentável. Agora é torcer para os donos da grana se interessarem e botarem isso adiante.

1/6/13 16:36  

Postar um comentário

Toda reflexão é bem-vinda:

‹ Voltar a Home

Related Posts with Thumbnails