Pular para conteúdo
14.6.13

Primavera Brasilis

Como sabemos, a Primavera chegou ao Brasil. Com “pleno emprego” e tudo, os jovens ainda assim foram chamados e compareceram as ruas de São Paulo e outras metrópoles da Terra Brasilis. Vimos um médico desnorteado incitando sua polícia à violência. Vimos um professor esquecido das ideologias da juventude. Vimos a “direita” e a “esquerda” alinhando seu discurso e demonstrando o que os que estavam nas ruas já sabiam há tempos: que neste país, não são tão diferentes assim.

Acreditaram que toda a manifestação era “orquestrada” por alguma “liderança oculta”. Acreditaram que ninguém iria dar bola para míseros 20 centavos de aumento das passagens de ônibus. Acreditaram que todos eram vândalos de baixa renda e baixa escolaridade, e que a melhor solução seria a repressão que a polícia militar, a despeito de estarmos a décadas do fim da ditadura, ainda sabe fazer como ninguém.

Deu no que deu. Agora, após até mesmo a Folha de São Paulo haver “mudado de opinião” tão repentinamente, sua preocupação deixou de ser com os míseros 20 centavos e com os vândalos. Agora estão preocupados com a repercussão da violência policial no exterior, com a repercussão da prisão de jornalistas na Anistia Internacional e, principalmente, em saber quem diabos é o “cabeça”, a “liderança oculta”, o sujeito mascarado...

Eu vou lhe dizer quem é o sujeito mascarado, mas só no final. Antes vou falar sobre os manifestantes, os ex-vândalos. Vi um estilista, amante de livros, que resolveu conferir as manifestações ao vivo, e desligou a TV:

Pela primeira vez me senti no lugar correto, para usar o novo jargão do protestante 2.0: “A passeata que fui me representa”.

Finalmente sinto que participei de algo ao lado de pessoas que tinham o mesmo pensamento que eu, que não estavam lá pra defender um partido ou uma causa específica, mas sim por indignação pelo tratamento concedido por parte dos nossos representantes públicos. Diferente dos protestos ao redor do mundo, nós não gritamos “palavras de ordem”. Aqui no Brasil (mais especificamente o que vi e vivi em São Paulo), até os gritos de guerra mais pesados viram festividades em forma de marchinhas: “vem pra rua vem!”. Quem estava lá entende. Não era agressivo. Era festivo.

Sinceramente, seria muito bom se víssemos isso como uma qualidade e não como defeito. A agressividade sendo trocada por chamados de convívio mútuo a de ser comemorada e louvada. Lá, antes das 20hrs, tínhamos tudo, consciência política, participação, voz e alegria. Esta foi a passeata que eu fui e assim ela terminou. Não foi a passeata que assisti pela TV ao chegar em casa, quando aquela minoria que restou resolveu quebrar tudo e roubou as manchetes da melhor e mais bonita manifestação que já participei [1].

Como o governo e a grande mídia gostariam que fossem somente alguns atos passageiros de uma minoria de vândalos. Como o governo e a grande mídia gostariam que fossem manifestações orquestradas por pequenos partidos políticos que ainda acreditam em lendas comunistas do século passado. Pois, fosse assim, eles já saberiam o que fazer. Mas não é assim, não mais. Vi também um jornalista que não teme expor sua opinião:

O esquerdo-direitismo é uma crença semi-religiosa que se tornou a ideologia dominante do mundo no último século. Esquerdo-direitistas são pessoas que acreditam que todo o bem que existe no mundo provém de apenas uma fonte. Há dois tipos de esquerdo-direitistas – aqueles que acham que a fonte de todo o bem é o mercado e aqueles que acham que é o estado. A estes chamamos esquerdistas, aqueles são os direitistas.

No fundo, esquerdistas e direitistas são dois lados de uma mesma coisa. Ambos veem o mundo em apenas duas dimensões, sem profundidade, dividido entre bons e maus. Não admira que esquerdistas transformem-se em direitistas e vice-versa com tanta facilidade – alguns dos analistas mais ferrenhos da direita passaram a juventude militando nas facções mais radicais da esquerda [2].

Vamos aprender política brasileira com o seu maior representante, o PMDB: (passo 1) Estar no poder; (passo 2) Caso não ganhemos a presidência, formar a base aliada do governo; (passo 3) Na base aliada, negociar o maior número de ministérios possível; (passo 4) Sempre que as negociações estiverem emperradas, chantagear o governo. Resultado: Passo 1 sempre garantido de uma forma ou de outra.

No entanto, existem exceções: (a) PT e PSDB nunca podem formar a base aliada um do outro. Quando um não está no poder, é obrigado a ser oposição de verdade (a diferença é que para o PSDB a ficha ainda não caiu); (b) PSTU é um partido efetivamente ideológico, mas que ainda acredita em lendas do século passado; (c) PSOL é um partido efetivamente ideológico, mas que acredita que algo de novo pode surgir neste século. Resultado: na última eleição no Rio de Janeiro (2012) “direita” e “esquerda” massacraram o candidato do PSOL, por que era o único que seguia uma ideologia. 

Os governantes deste país têm nos ensinado que ideologias são muito perigosas. Quem está no poder geralmente não gosta muito delas... Mas se você acha que eu escrevi tudo isso somente para defender o PSOL, está enganado. Nada garante que o PSOL, ao chegar ao poder, não se comporte da mesma forma que outros partidos de oposição que chegaram lá e pouca coisa mudaram. Isto por que o sistema está equivocado, antigo, corrupto. Aqui não se faz Política, se faz um “negócio eleitoral”. O que os que estão no poder mais temem, portanto, é exatamente que a Primavera Brasilis seja apolítica, isto é, Política de verdade: para começar a se refazer Política, antes é necessário fazer uma reforma geral na política. Os “P”s e os “p”s são propositais.

Vi que os manifestantes, em sua grande maioria, não somente não trazem símbolos de partidos políticos, como abominam se envolver com eles. Bandeiras de partidos são somente toleradas, não tem nada a ver com a alma desta Primavera. Os partidos Políticos do futuro ainda irão surgir. Os Políticos do futuro serão jovens, jovens de verdade, independente de sua idade.

Mas, e quem é afinal o tal mascarado?

Agora eu posso lhe contar. Você mesmo pode descobrir quem ele é, e é muito fácil. Dê um jeito de comprar uma dessas máscaras do Alan Moore, depois vá a pelo menos uma manifestação desta Primavera, seja onde estiver no país, e procure observar a tudo com os olhos de um jovem, de uma criança, de um recém-nascido... Caminhe pelas ruas como se elas fossem novas ruas. Observe os transeuntes como se eles fossem, ao menos por breves momentos, parte da sua família. E se alguém lhe apontar alguma arma de fogo ou canhão, lhe entregue uma flor.

Depois retorne para sua casa e, de frente para algum espelho, retire a máscara.

Lá estará o tal mascarado, desmascarado...


Onde a mente encontra-se sem medo e a cabeça é mantida erguida
Onde o conhecimento é livre
Onde o mundo não foi quebrado em fragmentos
Por estreitos muros domésticos
Onde as palavras vêm da verdade profunda
Onde laboriosas lutas esticam seus braços em direção à perfeição
Onde o riacho límpido da razão não perdeu o seu rumo
Afluindo ao triste deserto dos hábitos moribundos
Onde a mente é direcionada adiante por você
A pensamentos e ações sempre em constante afloramento
Nesse céu de liberdade, Pai, deixe meu país acordar

(Tagore)

***

[1] Trechos do artigo de Bruno Passos para o blog Papo de Homem: Contra o aumento das tarifas de ônibus: o protesto que eu não vi pela TV.

[2] Trechos do artigo de Denis Russo Burgierman para a Superinteressante: A maldição do esquerdo-direitismo.

Crédito da imagem: Anonymous

Marcadores: , , , , , , , , , ,

25 comentários:

Blogger Lucas Pinheiro Camilo disse...

O despertar começou...

14/6/13 23:02  
Anonymous Anônimo disse...

esquerda e direita nos moldes dos anos 70 realmente estão falidas, acabadas, deveriam estar enterradas.

mas existe sim uma divisão. olhe a sua volta e veja quem está defendendo a policia, quem está aproveitando a situação para culpar culpar o governo federal pela violência da PMSP.

você acreidta numa revolução pra derrubar o governo? a Dilma? Quem se beneficiaria?
Isso só traria uma reação militar.

precisamos sim de uma reforma politica extensa, assim como pedem nossos irmãos em diversas partes do mundo. os maiores vilões estão ocultos, são os donos do $$$$ que controlam os políticos.

16/6/13 11:52  
Anonymous Anônimo disse...

eu tenho amigos de direita. gente triste sem esperança, que vota no alckmin, no coronel telhada, que assiste o datena. gente que hoje está confusa, que apoia as manisfestações e também a vaia à Dilma, mas é incapaz de perceber que seu voto contribuiu pra violência que aconteceu. Já é um começo, mas ainda falta educação e amadurecimento politico no brasil.

16/6/13 12:05  
Blogger raph disse...

Não me entendam mal, eu falei que "esquerda" e "direita" não são muito diferentes neste país. Eu falei que esta política que aí está é mais um "negócio eleitoral".

Eu pessoalmente não gostaria de ver a "derrubada do governo", pois que isto não mudaria nada.

Eu gostaria de ver a reforma da política, para que voltássemos a ter a máxima "uma pessoa, um voto" em detrimento do atual "X reais, um voto" (direta ou indiretamente, todos sabem que é assim).

Também gostaria de ver uma Esquerda e uma Direita em debates produtivos nesta nova Política, pois que ambos são necessários para um país politicamente sadio. Mas eu falo de Esquerda e Direita, e não de "direita que finge que é esquerda" e "esquerda que se acomoda rapidamente ao sentar no trono do poder".

Com esta "esquerda" e esta "direita" que aí estão, o que vemos é o reinado do Deus do Consumo, para qual até mesmo os "socialistas no poder" andam prestando sacrifícios.

***

Além disso, também é oportuno lembrar:

O Anonymous não está no Facebook. Está nas novas ideias; está na festa da rua... Desconfiem dos esquerdo-direitistas!


Abs
raph

16/6/13 12:38  
Anonymous Anônimo disse...

...gente que quer sabotar o pais, que quer que tudo afunde, que quer que a Copa seja um fracasso, que quer o país na lama somente porque seu canditato perdeu. Mas o Brasil hoje passa por um momento muito melhor que países como a Espanha e Grécia, por exemplo.

No meio de uma crise profunda e com um povo que ainda está confuso, revoltado e sem perspectiva para novos rumos REAIS, PALPÁVEIS, quem seriam os novos "heróis"?

Me parece bastante perigoso, há um risco de em vez de um avanço, voltemos a uma época de horror que nossos pais e avós presenciaram.

16/6/13 13:35  
Anonymous Anônimo disse...

Em relação à corrupção, realmente, estão todos muito próximos. Hoje o PT é um partido que limpa a bunda do Sarney, literalmente. Entre outras coisas...

Concordo com muitas coisas que disse, mas também devemos avaliar quais são as reais possibilidades de mudança, porque há um grupo nefasto tentando se beneficiar disto tudo, e não acredito que estejam preocupados com o Brasil, e sim em recuperar a influência perdida de seu grupo.

16/6/13 13:46  
Blogger raph disse...

SIM ESTEJAMOS ATENTOS

Este texto não é "pegadinha", eu sei muito bem que existiu no país coisa muito pior que o atual governo. De certa forma, o que há de pior na história recente da política brasileira aina está, infelizmente, atrasando o atual governo.

Dilma, sem Sarney e outros "males necessários ao governo" (embora eu não concorde que sejam necessários), seria sem dúvida uma governante muito melhor.

Mas nenhum governante vai ser um Governante enquanto a política não for Política. Enquanto ainda valer o "X reais, 1 voto", direta ou indiretamente, os rabos continuarão presos e os corruptores ainda terão vias liberadas.

Fechar a Paulista para protestar é bom, mas melhor ainda seria fechar a Avenida dos Corruptores.

16/6/13 14:18  
Anonymous Anônimo disse...

sim Raph, e eu gostei do texto, caso contrário nem estaria aqui comentando.

Entendi o que quis dizer sobre a crença na direita-esquerda e concordo, acho um absurdo essas pessoas que só enxergam em P&B.

Mas não podemos negar a existência dessas polaridades, pois essa tem sido uma estratégia usada pelos que perderam poder e o querem de volta.

Essa democracia que almejamos ainda tem um longo caminho...e não é só no Brasil, está em todo lugar, o sistema faliu e agora não há mais como esconder... oremos :D

16/6/13 19:10  
Blogger raph disse...

Pois é, a Primavera é mundial, mas está só no início... oremos para que o mundo inteiro acorde e rejuvenesça, pois o prazo dado pela Natureza está acabando... no fim, o Deus do Consumo irá consumir a si mesmo, mas espero que não leve a humanidade junto com ele...

16/6/13 21:56  
Blogger raph disse...

Uma polícia preparada somente para a guerra só vai saber fazer guerra:

Entrevista com Major Plauto

17/6/13 10:29  
Anonymous Anônimo disse...

olha eles aí

http://blitzdigital.com.br/index.php/menunot-policia/335-general-publica-manifesto-ao-povo-brasileiro

18/6/13 14:23  
Anonymous Anônimo disse...

e aí? em SP a tarifa baixou e o que estou vendo agora é uma massa sem objetivo definido, sem embasamento...

20/6/13 10:45  
Blogger raph disse...

Quando a extrema direita está preocupada com o rumo das manifestações; Quando a extrema esquerda está preocupada com o rumo das manifestações: É quando sabemos que seja qual rumo for, é o rumo certo.

Quando todos os extremistas estão preocupados com um "golpe de estado", é porque estamos finalmente nos encaminhando ao estado de Democracia.

***

O "movimento" já está organizado há anos, o que ocorre hoje é que ele está ganhando apoio da população. Tudo começa pela Reforma Política:
http://www.reformapolitica.org.br/

20/6/13 12:42  
Anonymous Anônimo disse...

rsrs eu não sou de extrema esquerda nem de extremo nenhum, quero democracia e estou preocupado com o rumo das manisfestações :P

21/6/13 10:56  
Blogger raph disse...

Então, a única coisa que vi ultimamente realmente preocupante é isto aqui:

http://g1.globo.com/politica/noticia/2013/06/comissao-regulamenta-eleicao-em-caso-de-vacancia-da-presidencia.html

21/6/13 12:34  
Anonymous Anônimo disse...

tem mais

http://www.partidomilitar.com.br/?p=880

21/6/13 12:34  
Blogger raph disse...

Pois é, mas até aí é um "disputa eleitoral", não um "golpe".

Apesar de crer que para uma certa camada da população a Ditadura nunca deixou de existir, certamente não seria nenhum lucro para nós voltar a uma Ditadura agora.

Seria interessante o MPL (Movimento Passe Livre) assumir a liderança disso tudo enquanto tem tempo e moral para fazer (ainda que não quisessem ou imaginassem falar por milhões), porque se eles não tomarem as rédeas, ou outros interessados tomarão por eles ou pior: sem rédeas podemos terminar numa intervenção militar (o que pode levar sim a Ditadura).

Afinal, não é a toa que certas emissoras de TV não tiram as câmeras de qualquer pequeno ato de vandalismo, ignorando os milhões que estão se manifestando pacificamente.

21/6/13 12:41  
Anonymous Anônimo disse...

o golpe do Paraguai do ano passado tambem nao foi um golpe armado, não é uma ditadura nos moldes antigos.

E a mesma embaixadora dos eua que estava lá agora vem pro brasil.

21/6/13 13:10  
Anonymous Anônimo disse...

Barbosa é o herói dessas pessoas conservadoras que mostraram a cara ontem, vão dar a eles exatamente o que mais desejam.

Eu diria que é um golpe de mestre.

21/6/13 13:12  
Anonymous Anônimo disse...

MPL é um movimento de esquerda, que tem por objetivo o passe livre. Por que tomariam as rédeas de um movimento oposto com causas que não acreditam? contra a corrupção todo mundo é, mas não se faz protesto sem causas pontuais.

21/6/13 13:19  
Anonymous Anônimo disse...

eu participei na segunda com um objetivo claro também: engrossar em número como proteção para os que lá estavam, torcendo pra não ter violência. Comecei a sentir uma estranheza quando vi pessoas gritando contra o pstu. pstu sempre se manifestou, e concordemos ou não com sua ideologia, não podemos tirar o direito deles se manifestarem. por aí eu já vi que a coisa estava desandando.

21/6/13 13:25  
Anonymous Anônimo disse...

será possível uma "primavera" onde o ódio fala mais alto que a união?

21/6/13 13:26  
Anonymous Anônimo disse...

idealismo é muito bonito, ma sno mundo real é assim:

http://www.youtube.com/watch?v=UiVDtWb7K48

21/6/13 13:59  
Blogger raph disse...

"Seria interessante o MPL (Movimento Passe Livre) assumir a liderança disso tudo enquanto tem tempo e moral para fazer (ainda que não quisessem ou imaginassem falar por milhões), porque se eles não tomarem as rédeas, ou outros interessados tomarão por eles ou pior: sem rédeas podemos terminar numa intervenção militar (o que pode levar sim a Ditadura)."

21/6/13 17:20  
Anonymous Anônimo disse...

MPL acaba de anunciar que vai continuar apoiando as manifestacoes

hehe

sucesso é a unica possibilidade :D

23/6/13 17:01  

Postar um comentário

Toda reflexão é bem-vinda:

‹ Voltar a Home

Related Posts with Thumbnails