Pular para conteúdo
30.1.16

Lançamento: Entre a Esquerda e a Direita

As Edições Textos para Reflexão trazem mais um e-book gratuíto, desta vez tratando de Política...

Em Entre a Esqeurda e a Direta: Uma reflexão política, a minha ideia foi chamar dois debatedores para falar de Política – Alfredo Carvalho e Igor Teo – cada um representando um dos seus espectros ideológicos.

Eu enviei perguntas para que ambos os convidados respondessem sem que soubessem previamente da resposta um do outro. O meu intuito foi poder demonstrar que o embate de ideias é não somente saudável, como extremamente necessário para a boa Política. Afinal, a política comprada pelos grandes corruptores não tem mais quase espaço para qualquer tipo de ideologia – é o que eu costumo chamar de Grande Negócio Eleitoral.

E, também vale lembrar, o objetivo final do embate de ideias não é “exterminar” a opinião contrária – isto sim, seria uma Ditadura, quando alguém se presta a governar sem dar chance da oposição se manifestar. Aqui ambos os convidados tiveram pleno espaço para a manifestação e, quem sabe até, algumas conclusões em comum.

Rafael Arrais


Baixar grátis (Amazon Kindle) Baixar grátis (Kobo) Baixar grátis (ePub) Baixar grátis (mobi) Leia online (Google Livros)

***

» Veja também a série original que deu origem ao livro, aqui no blog


Marcadores: , , , , , ,

28.1.16

O Mago

Este é o Tarot da Reflexão, uma antiga e elaborada história em quadrinhos sobre nós mesmos. Eu decidi embarcar nesta aventura com o meu amigo e ilustrador, Roe Mesquita, que desde o início tem dado o sangue para tornar imagem – belíssimas imagens cheias de cor e de vida – o que antes era pura intuição, pura brisa etérea chegando sabe-se lá de que canto do universo em meu coração.

Hoje encontramos O Mago:

Rafael Arrais é autor do blog Textos para Reflexão e receptor do livro 49 noites antes da Colheita, com poemas sobre a Kabbalah e o Sefirat ha Ômer.

Roe Mesquita é artista profissional e ilustrador do cardgame Pequenas Igrejas Grandes Negócios, uma crítica bem humorada ao charlatanismo espiritual.

***

O Tarot da Reflexão é um projeto em andamento. Se um dia for publicado, vocês serão avisados!

Sintam-se a vontade para comentar e nos dizer como vocês interpretam os símbolos da carta acima...

Marcadores: , , , ,

24.1.16

Além do olhar

Quando olho além do seu olhar,
já não vejo face ou cor ou etnia;
tão somente me deixo levar pelo mar
e assim, sem rumo nesta sinfonia,
sou enfeitiçado pelo aroma da essência
da realidade que surge desta calmaria:
esta música de acordes mudos;
este êxtase
que já não percebe
nem espaço nem tempo,
nem a angústia pelo futuro,
nem a ilusão que a antecede.

Quando olho além do seu olhar,
vejo o longo caminho
que nós trilhamos sem alinho
dentre florestas, vales e montanhas,
cruzando rios, mares e planícies,
até que nossa casa fosse, enfim,
todo o mundo.

E aqui, face a face, além do olhar,
eu também percebo
que a doce esperança de continuar nossa andança
nesta pedra rodopiante em meio ao Grande Vazio
passa pelo reconhecimento
daquilo que vai adiante, nos transcende e abarca:
aquilo que não se pode ver,
mas que não obstante
é a única força,
portal e ponte
capaz de atravessar nosso olhar
e assim, ultrapassar
o abismo do ser.


raph'16

***

Crédito da foto: David Uzochukwu

Marcadores: , ,

17.1.16

O Tarot da Reflexão

Muito já foi dito e especulado acerca do Tarot. Eu não estou aqui para teorizar acerca dele, mas para falar sobre o que senti em meu coração quanto descobri o que as suas cartas eram de verdade: lá dentro, o Tarot me pareceu como uma história em quadrinhos muito antiga e elaborada, que vem sendo contada e recontada há séculos... Sobre o que ela fala? Sobre nós.

São 22 Arcanos Maiores e 56 Arcanos Menores que, juntos, formam uma jornada eterna, um caminho que temos encenado e reencenado em nossa mente, em nossa alma, desde a luz primordial até a materialização final. Afinal, não se enganem: Toda a arte humana surgiu de uma alma humana.

E foi pensando nisso, em como a luz foi criada para ser refletida, que eu decidi embarcar nesta aventura com o meu amigo e ilustrador, Roe Mesquita, que desde o início tem dado o sangue para tornar imagem – belíssimas imagens cheias de cor e de vida – o que antes era pura intuição, pura brisa etérea chegando sabe-se lá de que canto do universo em meu coração.

Este é o Tarot da Reflexão, e a nossa história se inicia no alto de um penhasco ensolarado e cheio de Ar. Daqui para frente, como um trovão, desceremos Árvore abaixo... Boa viagem!


Rafael Arrais é autor do blog Textos para Reflexão e receptor do livro 49 noites antes da Colheita, com poemas sobre a Kabbalah e o Sefirat ha Ômer.

Roe Mesquita é artista profissional e ilustrador do cardgame Pequenas Igrejas Grandes Negócios, uma crítica bem humorada ao charlatanismo espiritual.

Então sou louco,
e quando vejo a vida passar
percebo que tudo que vejo
é sagrado;
e tudo que ainda não vejo,
mas dia virá que verei,
é apenas a saudade que sinto
de tudo de sagrado...
tudo isso que ainda não amei.

Então sou louco,
e quando vejo formigas a marchar,
andorinhas a voar,
e homens ignorantes a se exterminar,
percebo que tudo segue a lei;
nascer e morrer,
renascer e, lentamente, compreender:
a lei é a vontade,
o amor é a lei...
e devemos tão somente amar-nos
na idade em que nos é dado escolher.

Então sou louco,
se me lembro de quem fui,
se percebo de relance
quem sou: mais uma partícula de poeira
a girar no turbilhão universal;
então compreendo o longo caminho
que eu mesmo tracei para mim:
vejo mundos, vejo a força que os conduz
pelo Cosmos sem fim...

Então sou louco,
e minha loucura é feita de luz.

raph’09


***

» Vejam as demais cartas deste Tarot: O Mago; A Sacerdorisa; A Imperatriz

» Acessem também O Tarot da Reflexão Online, e façam consultas direto do navegador (é grátis!)

***

O Tarot da Reflexão é um projeto em andamento. Se um dia for publicado, vocês serão avisados!

Sintam-se a vontade para comentar e nos dizer como vocês interpretam os símbolos da carta acima...

Marcadores: , , , , , ,

15.1.16

As lições de Rumi

“Estude-me o quanto quiser, você não vai me conhecer, porque eu sou diferente em uma centena de maneiras daquilo que você vê ao me observar. Coloque-se atrás dos meus olhos e me veja como eu me vejo, pois eu escolhi morar num lugar onde seus olhos não podem alcançar.”

Jalal ud-Din Rumi foi um poeta e teólogo sufi que viveu na Anatólia (atual Turquia), no século XIII. Embora sua obra tenha sido escrita originalmente em persa, a importância de Rumi transcendeu fronteiras étnicas e nacionais. Seus poemas foram extensivamente traduzidos em várias das línguas do mundo e transpostos em vários formatos. Em 2007, Charles Haviland o descreveu como "o poeta mais popular da América" em artigo publicado no site da BBC.

Abaixo estão 20 lições poéticas que todos podem aprender com as palavras de Rumi. Esperamos que elas possam inspirá-los a viver uma vida mais preenchida de poesia:

1. Não viva uma vida pequena, você também é uma parte do universo
“Você nasceu com potencial. Você nasceu com ideais e sonhos. Você nasceu com asas. Você não está destinado a rastejar, então não rasteje. Você tem asas. Aprenda a usá-las e voe.”

“Você senta aqui por dias dizendo: isso é algo estranho. Você é que é algo estranho. Você tem a energia do sol em você, mas você a mantém na base de sua espinha. Você é um tipo estranho de ouro que quer ficar derretido no forno, para não ter que ser cunhado em moedas.”

“Torne-se o céu. Tome um machado e derrube a parede da prisão. Escape.”

“Sabe o que você é? Você é um rascunho de uma carta divina. Você é um espelho que reflete um rosto nobre. Este universo não está fora de você. Olhe para dentro de si mesmo, contempla toda a sua imensidão!”

2. A sua vida deve fazer sentido para você, e não para “eles”
“Inicie um projeto enorme e insensato, como Noé… Não faz absolutamente nenhuma diferença o que as pessoas pensam de você.”

3. Jamais desista de si mesmo
“Quando você passar por um período difícil, quando tudo parecer se opor a você, quando você sentir que não pode sequer suportar mais um minuto, não desista! Porque esse será o momento e lugar em que o curso do rio irá desviar!”

“A tristeza prepara você para a alegria. Ela varre violentamente tudo para fora de sua casa, de modo que uma nova alegria possa encontrar espaço para entrar. Ela sacode as folhas amarelas do galho do seu coração, para que folhas verdes podem crescer em seu lugar. Ela puxa as raízes podres, de modo que novas raízes escondidas embaixo tenham espaço para crescer. Qualquer que seja a tristeza, vivencie-a, sem medo, em seu coração... Coisas muito melhores tomarão o seu lugar.”

“Dance, quando você se sentir machucado. Dance, quando você tirar o curativo. Dance enquanto luta. Dance em seu sangue. Dance enquanto se liberta.

4. A ignorância é uma prisão
“A ignorância é a prisão de Deus. O conhecimento é o palácio divino.”

5. O tesouro em seu interior é o bem mais valioso
“Você vagueia de sala em sala caçando o colar de diamantes que já se encontra em torno do seu pescoço!”

“Você vai de aldeia em aldeia em seu cavalo perguntando a todos: ‘Alguém viu o meu cavalo’?”

“Tudo no universo está dentro de você. Você é a sua própria janela para a imensidão.”

“Há um poço em seu interior... Não ande por aí com este balde vazio.”

6. É preciso morrer para poder renascer
“Bata, e se abrirá a porta. Desapareça, e brilhará como o sol. Caia, que se elevará aos céus. Torne-se nada, e se transformará em tudo.”

“Esqueça a segurança. Viva onde você tem medo de viver. Destrua sua reputação. Esqueça a fama, seja importante para os demais.”

“Não fique satisfeito com histórias antigas, coisas que têm acontecido com os outros... Viva o seu próprio mito.”

“Ateie fogo em sua vida. Procure aqueles que apreciam incendiários.”

“Seja como a neve derretendo. Banhe-se a partir de si mesmo.”

7. Há algo que você nasceu para fazer
“Todo mundo foi talhado para um trabalho em particular, e o desejo por esse trabalho foi depositado em cada coração.”

“Seja uma lâmpada, um bote salva-vidas, ou uma escada. Ajude a alma de alguém a se curar. Saia de sua casa como se fosse um messias.”

8. A escada é longa, mas o degrau é curto
“Quando você começa a caminhar, o caminho aparece.”

9. Quando for realizar algo, faça com todo o seu coração
“A falta de entusiasmo não lhe permite chegar a maestria. Você está em busca de Deus, mas vive parando em lugares mesquinhos.”

“Quando você faz coisas a partir de sua alma, você sente um rio em movimento dentro de você, uma alegria em fluxo. Quando a ação vem de outra parte, esse rio seca.”

10. A ferida é o local por onde a luz lhe adentra
“O que lhe machuca, lhe abençoa. A escuridão é a sua vela.”

“Onde há ruína, há esperança de encontrar um tesouro.”

“Não tema, nem pragueje. Mantenha o olhar atento em seu machucado. É lá por onde a luz lhe adentra.”

11. Ama, sempre e a cada momento
“Deixe a beleza de amar ser aquilo que realiza em cada dia neste mundo.”

“Se ocupe, então, com aquilo que você realmente ama, e deixe o ladrão levar o resto...”

12. Pense menos, sinta mais
“A razão é impotente ante o perfume do amor.”

“Coloque seus pensamentos para dormir, não os deixe lançar uma sombra sobre a lua em seu coração. Pare de pensar tanto.”

“Somente a partir do coração você pode tocar o céu.”

“Há uma vela em seu coração, pronta para ser acesa. Há um vazio em sua alma, pronto para ser preenchido. Você sente isso, não?

“Livre-se das suas preocupações. Pense em quem criou a preocupação! Por que você fica preso quando a porta se encontra escancarada?”

13. Saiba apreciar os momentos bons e ruins
“Seja grato por quem vem, porque cada um foi enviado como um guia desde o outro mundo.”

“Se você se irrita tanto com cada lapidação, como você vai ser polido?”

“Quando alguém bate num tapete, os golpes não são contra o tapete, são contra a poeira...”

14. Mude o mundo a partir de si mesmo
“Ontem eu fui inteligente, e queria mudar o mundo. Hoje eu sou sábio, então estou mudando a mim mesmo.”

15. Viemos a este mundo para amar
“Sua tarefa não é buscar o amor, mas apenas procurar e encontrar todas as barreiras dentro de si mesmo que você ergueu contra ele.”

“Através do amor, tudo o que é amargo será doce. Com o amor, tudo o que é de chumbo ou cobre vai se transmutar em ouro. Através do amor toda mistura se tornará vinho, e toda a dor se mostrará remédio.”

“Eu não tenho nenhum companheiro a não ser o amor. Sem começo, fim, ou amanhecer. Minha alma me chama de dentro de mim: ‘Você, ignorante do amor, liberte-se!’”

16. A sua alma veio de outro lugar
“Todo o dia eu penso sobre isso, então a noite eu me pergunto, de onde venho? O que devo fazer? Eu não faço ideia. Minha alma veio de outro lugar, disso eu estou certo, e tenho a intenção de encerrar o meu caminho por lá.”

“Quando eu morrer, vou viver com os anjos; e quando eu morrer entre os anjos, me tornarei algo que não posso sequer imaginar.”

17. Somos todos um
“Todas as religiões cantam na mesma sinfonia. As diferenças são apenas ilusão e vaidade. A luz do sol parece um pouco diferente nas paredes de cada templo, mas ainda é uma só luz.”

“O que eu posso dizer, ó muçulmanos? Eu não me conheço, não sou do Islã, nem cristão, nem judeu, nem mago, nem adorador do fogo... Eu não venho nem do Oriente nem do Ocidente, não existem limites dentro do meu peito.”

18. Os amantes sempre estiveram um dentro do outro
“Despedidas são apenas para aqueles que amam com os olhos. Porque para quem ama com o coração e a alma, não existe tal coisa como a separação.”

19. Aprenda com a garoa silenciosa...
“Levante suas palavras, mas não sua voz. É a chuva que faz a terra florescer, não o trovão.”

20. O silêncio é a linguagem divina
“O silêncio é a linguagem de Deus, todo o resto é pobre tradução.”

“As palavras são mero pretexto. É o coração quem nos atraí um para o outro.”

“Morra apaixonado e em silêncio, que permanecerá vivo para sempre.”

***

Fonte: Pesquisas para a página Rumi Brasil no Facebook. Seleção parcialmente inspirada em post do site Democracia Consciente. Lembrando que algumas vezes nos permitimos pequenas adaptações nos trechos, seja por conta do contexto limitado do próprio uso de pequenos trechos, seja por conta de nossa própria inspiração ao contato com a luz de Rumi.

» Saiba mais sobre Rumi em nosso livro Rumi – A dança da alma

Crédito das imagens: [topo] Google Image Search/dignitasnews.com; [ao longo] Hossein Irandoust

Marcadores: , , , , , ,

11.1.16

Como Bowie disse adeus...

David Bowie dispensa maiores apresentações. Foi um gênio do rock, da moda, do cinema, da Arte presente em todas as artes. Mas a sua carreira acaba de ser coroada com um disco de despedida, um disco que é muito mais do que um disco, mas a forma como um grandioso artista disse adeus a este mundo...

Em Blackstar, vigésimo quinto e último álbum de sua carreira, lançado poucos dias antes de sua morte, há claras referências a sua longa batalha contra um câncer, e até mesmo a sua morte iminente – particularmente na faixa Lazarus:

Olhe aqui em cima, eu estou no céu.
Eu ganhei cicatrizes que não podem ser vistas,
drama que não pode ser roubado

O produtor Tony Visconti, que trabalhou junto com Bowie por muitos anos, desde seu primeiro álbum até este último, explicou nas redes sociais como o músico britânico conseguiu transformar até mesmo a própria morte em arte:

“Ele sempre fez o que desejava fazer. E ele quis realizar este último trabalho do seu jeito, e o fez da melhor forma possível. A sua morte não foi nenhum pouco diferente da sua vida, uma obra de arte.

Ele fez Blackstar para nós, este foi o seu presente de despedida a todos. No entanto, eu não estava preparado para sua partida... Ele foi um homem extraordinário, cheio de amor, cheio de vida. Ele sempre estará conosco. Agora, no entanto, é o tempo apropriado para chorar.”

Visconti ainda explicou que a produção do último álbum foi “uma corrida contra o tempo”, para que tudo ficasse pronto, e com qualidade, enquanto Bowie ainda tinha condições de cantar e atuar nos videoclipes.

David Bowie partiu deste mundo em 10/01/16 após uma corajosa batalha contra o câncer, cercado por seus familiares... Ele se foi dias depois do lançamento de Blackstar, e deste vídeo abaixo, que fala por si só:

***

Este é um vídeo pesado, certamente, pois a arte de Bowie nunca teve nada de superficial. Em todo caso, ele também será lembrado pela profundidade de sua alegria, como em Starman (abaixo), e muitos outros clássicos que nos farão dançar e sorrir e agradecer por termos estado neste mundo na mesma época em que ele viveu...

Estou muito acima do mundo.
O planeta Terra é azul
e não há nada que eu possa fazer...

Major Tom

***

Crédito da imagem: Google Image Search/Blackstar/David Bowie

Marcadores: , , , ,

8.1.16

A morte é um dia que vale a pena viver

Um dia perguntaram a Ana Claudia Quintana Arantes, "O que você aprendeu lidando com a morte?"

E na entrevista concedida a revista Vida simples, a médica geriatra, especializada em cuidados paliativos para pacientes que têm pouquíssimo tempo restante de vida, respondeu assim:

"Aprendi a viver. Eu vejo muita gente, todos os dias, no final da vida. E, nesse instante, as pessoas ficam muito lúcidas sobre o que importa. A morte tira o véu da mentira sobre a vida. E a pessoa deixa de lado o que é bobagem ou ilusório. Você quer dizer que ama, então expressa isso e não fica preocupado com o que os outros vão pensar a respeito. Afinal aquela é a sua vida – e ela está acabando. Então você demonstra mais afeto, você reconhece seus erros."

Ana é uma genuína médica de almas, que trata não somente doenças ou corpos, mas vai direto ao coração, onde cada momento restante de vida pode ser um momento mágico, um momento eterno... É sempre muito belo, e muito triste e profundo, conhecer mais sobre as histórias de gente como ela. Nesta palestra do TEDxFMUSP, A morte é um dia que vale a pena viver, ela conta algumas delas:

***

Crédito da foto: Namu

Marcadores: , , , , ,

1.1.16

Os fogos de Copacabana

Já vi muitos fogos em Copacabana, belos, iluminados e multicolores a cortar a primeira noite do ano novo, mas o que me lembro é sobretudo a experiência visual, a água batendo em meus tornozelos, a areia úmida e os amores no entorno. Já não me lembro mais quais anos foram aqueles...

Em todo caso, um ano e um calendário são ficções do Ocidente, e dizem que nem se tratam das mais precisas. Não tenho dúvidas de que o mar jamais parou para contar por quanto tempo desaguou suas ondas nas rochas, até que virassem praias. E, se fosse o caso, o nosso calendário não passaria de um piscar de olhos deste outro tempo de mar, rochas e grãos de areia.

Pegue os beijos de amor, os abraços de amizade, as danças a noitinha, os pés descalços traçando mandalas passageiras, as orações ao horizonte, às brisas vindas sabe-se de onde, os milhões em procissão, vindos de todos os cantos deste planetinha, e onde haverá tempo para registrar a quantos anos Cristo subiu em sua cruz?

No entanto, ao contrário do que ocorre com a natureza, que não torna a noite subitamente dia, nem o inverno primavera, e nem mesmo o céu azul, tempestade, nesta meia-noite simbólica todos os fogos surgem repentinamente do oceano noturno, e como numa grandiosa sinfonia de Mozart, informam aos homens e as mulheres que o Cristo ainda está espalhado por todas as praias e rochas do mundo, embora raros sejam aqueles que percebam ou se lembrem disso...

E assim, como a vida breve de um grande astro de rock and roll, os fogos ascendem aos céus e se consomem em uma fugaz anunciação, e o que eles querem dizer é que, apesar de tudo, ainda há beleza neste mundo, ainda vale a pena vir, observar, aprender, sorrir e chorar, e depois se espalhar novamente por tudo o que há, contanto que nosso fogo possa servir para colorir a festa daqueles que ainda irão nos suceder.

Celebramos mais um giro de nossa imensa casa redonda em torno do mesmo deus de fogo que tem nos enviado luz e calor desde muito antes das praias terem surgido, e este deus é apenas mais um a rodopiar em meio às inúmeras galáxias que também seguem em procissão, sabe-se lá para que canto do universo.

Tudo isso é muito vasto e insondável para que possamos registrar em nossa mente, e talvez por isso, quem sabe, nos ocupemos tanto com as contas do início do ano, a situação da política, ou as contratações para a próxima temporada do campeonato...

No entanto, penso eu, ainda há um espaço em nosso dia, um tempo além do tempo que se conta nos ponteiros, para que possamos de vez em quando voltar a contemplar a inefável luminosidade de tais fogos que, tais quais planetas e sóis e galáxias e almas, foram lançados desde a eternidade, e nos preenchem em cada pensamento, em cada suspiro de espanto, em cada lágrima de êxtase, em cada sopro de misticismo e gratidão.


raph’16

***

Crédito da foto: Eduardo Naddar/O Globo

Marcadores: , , , ,